fbpx
Afinal há uma forma do dinheiro não acabar

Afinal, há uma forma do dinheiro não acabar!

Em casa, e na escola, sempre me ensinaram que tinha de trabalhar arduamente, que a vida não era fácil, não era um mar de rosas… e que as rosas têm espinhos!

Acreditei nessa forma de viver e trabalhei, durante vários anos, o máximo de horas que consegui aguentar.

Inicialmente, os resultados que obtinha pareciam corroborar tudo o que me tinham ensinado e pareciam validar a ideia de que eu estava no caminho certo para uma vida melhor, para alcançar a liberdade financeira.

 

Trabalhava muito e ganhava bastante bem!

Mas a determinada altura, estava cansado, sentia que não tinha energia para continuar naquele ritmo louco… e os resultados que estava a obter pareciam começar a abrandar.

Trabalhava tanto, era o primeiro a entrar na empresa que tinha criado, era o último a sair… mas ganhava pouco mais do que necessitava para pagar salários e impostos!

Mesmo assim, continuei a insistir… “dei-lhe” ainda com mais força e trabalhei o máximo que conseguia… até desmaiar de cansaço… 3 vezes no mesmo mês, tal como explico detalhadamente no livro “A Ave Rara II… dos caos e das dívidas a um estilo de vida livre!

Nessa altura, decidi que tinha de mudar a minha forma de trabalhar… percebi que mesmo que os resultados fossem impressionantes, o meu corpo e o meu cérebro já me estavam a dar sinais de que aquele ritmo louco não seria possível de manter durante muitos anos!

Pensei:

– Se me acontece alguma coisa que me impede de trabalhar, deixo de ganhar dinheiro nesse exato momento!

– Se me apetecer abrandar o ritmo louco de “hamster na roda” e decidir trabalhar metade das horas que trabalho diariamente, vou passar a ganhar metade do dinheiro que ganho hoje!?

 

Decidi parar para ter tempo de estruturar um plano para a minha vida… um plano que me protegesse mentalmente, fisicamente e a nível financeiro… mas sem tretas, nem sonhos de ganhar o Euromilhões, até porque eu não aposto no Euromilhões!

Esse plano resultou e acabei por o detalhar no livro “A Ave Rara II…”.

Olhando para trás, tenho pena do tempo que perdi e da paciência que “torrei” a todas as pessoas que me rodeiam e que me amam… mas prometi-lhes que iria corrigir tudo e compensá-las pela resiliência e por terem estado comigo naqueles momentos tão difíceis.

Aprendi muito com o facto de ter trabalhado horas a fio, todos os dias, durante vários anos, até desmaiar de cansaço!

A lição mais valiosa que extraí desse período louco da minha vida é que para construirmos a nossa liberdade financeira, não necessitamos de trabalhar mais horas, necessitamos de aumentar o nosso poder de aquisição (poder de compra) e aumentar a posse de ativos que crescem (parte das quotas de um negócio ou empresa cotada na Bolsa, imóveis (casas ou lojas comerciais) que nos gerem dinheiro mensalmente através do pagamento de rendas por partes dos inquilinos, etc…).

Estas questões são muitas vezes extremamente difíceis e de implementação morosa… requerem grande quantidade de energia cerebral… e por isso é importante pararmos para pensar e pararmos de uma vez por todas de desperdiçar tempo e energia com tudo aquilo que não cresce sem a nossa intervenção.

Resumindo, percebi que para alcançar a liberdade financeira necessitamos de:

– ganhar mais…
– ser donos de mais ativos que crescem sozinhos.

 

Para ganharmos mais, sem ser com base em esquemas rápidos e/ou fraudulentos, deveremos investir tempo e dinheiro na nossa formação. É com base no nosso conhecimento e nas nossas valências que conseguimos ser promovidos no emprego, ir subindo na carreira, tornarmo-nos sócios da empresa onde trabalhamos, criar a nossa própria empresa, cobrar mais dinheiro por hora de trabalho ou por serviço prestado, etc…

Esse modelo de trabalho, quando é gerido de forma inteligente, é interessante e permite-nos criar a base para ter uma vida de qualidade e dispor adicionalmente de dinheiro extra para investir nos tais ativos (que referi anteriormente) que crescem sem a nossa intervenção.

Aos poucos, fui-me libertando de todos os trabalhos que eram remunerados por hora ou com um ordenado mensal fixo e fui começando a investir as minhas poupanças na criação de negócios escaláveis que funcionam mesmo que eu não esteja a trabalhar.

No início de 2021, criei inclusivamente uma empresa para gerir todos esses ativos que geram dinheiro mesmo sem a minha intervenção. Refiro cada um desses negócios, em detalhe, num dos capítulos do livro “A Ave Rara II…”.

Tenho ganho cada vez mais dinheiro e tenho trabalhado cada vez menos horas… uso grande parte das horas do meu dia para ler, ouvir podcasts, pensar, escrever, namorar, tratar da minha saúde e investir em novos ativos que tenham a capacidade de multiplicar dinheiro (negócios próprios e excelentes empresas cotadas na Bolsa).

 

Há uns dias, imaginei um cenário terrível…

… tinham passado 7 anos, quase sem me aperceber, eu tinha acabado de celebrar 50 anos, tinha deixado de fazer tudo o que faço hoje e tinha ficado sem todos os negócios que desenvolvi ao longo da vida… imaginei que necessitava de ir vendendo mensalmente parte das ações que detenho em excelentes empresas cotadas nas Bolsas americanas e asiáticas e tentei perceber quantos anos conseguiria viver com esse dinheiro.

Fiquei espantado por perceber que se vendesse 5000€ de ações todos os meses, para viver em qualquer parte do mundo, o dinheiro não só não iria acabar como o meu portefólio total continuaria a crescer.

Nem estava a acreditar no que estava à minha frente… os ativos onde tenho investido (mesmo esquecendo todos os negócios próprios que detenho atualmente) são capazes de gerar (sozinhos, sem a minha intervenção) muito mais dinheiro do que a potencial “renda” de 5000€ que eu retire mensalmente para viver.

Mostrei esse exercício para todos os membros do curso online “Investir na Bolsa”. No vídeo seguinte podes ver um excerto do direto que fiz sobre esse tema…

Artigos ou vídeos relacionados

Não seja egoísta... partilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

login

Faça login para aceder à sua conta.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador.

Queres aprender a investir na Bolsa?

Preenche os dados seguintes para receberes os meus emails sobre esse assunto.