fbpx
às vezes tenho medo da pessoa em quem me estou a transformar

… às vezes tenho medo da pessoa em quem me estou a transformar! – (carta de janeiro de 2024)

Na “carta aos leitores” deste mês respondo a 3 dos emails que recebi recentemente e que mais me despertaram a atenção!

Espero que gostes e que te inspirem…

EMAIL 1

Olá Pedro,

E agora qual o podcast que vou ouvir nas minhas viagens de carro para o trabalho?

Visto que já ouvi todos os episódios tanto do podcast “Conversas Despreocupadas” como do podcast “a Ave Rara “, agora não sei o que deverei ouvir dentro da mesma linha.

Alguma sugestão?

É que preciso de continuar o trabalho que começaste com as ideias que foste partilhando!

Quero agradecer toda a tua descontração e empenho em não ter medo de ensinar os outros e ainda por cima sem floreados que para mim é o melhor.

Posso dizer com toda a clareza que ter esbarrado no teu trabalho em 2022 foi das melhores coisas que me aconteceu nestes últimos anos.

Ouvir as tuas histórias, com o teu tipo de mentalidade, está-me a levar para um caminho que ainda estou com algum medo (ou muito), mas acredito que vou chegar lá… mas é isso:

… às vezes tenho medo da pessoa em quem me estou a transformar!

Acabei de receber os teus livros “a Ave Rara” juntamente com a caneca (tudo impecável com a encomenda). Mais dia menos dia vou começar a ler e tenho a certeza que me vão surpreender muito, mesmo tendo ouvido todos os episódios dos podcasts.

Mais uma vez MUITO OBRIGADA por seres a pessoa que és… e continua!

Qualquer dia havemos de nos conhecer, muito provavelmente no próximo jantar de investidores “Ave Rara”.

Beijinho,

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Que grande problema eu te arranjei! Eh eh eh… 😊 depois de me ouvires/aturares em 200 episódios ainda tens paciência para mais? 😉

Posso indicar-te quais os podcasts que gosto de ouvir. Aqui ficam:

– “The Tim Ferriss show” no Spotify… eu gosto mais de ver os vídeos desse podcast porque não têm aqueles 6 ou 7 minutos de patrocínios no início de cada episódio. Vê aqui o canal Youtube do Tim Ferriss.

– “I will teach you to be rich” no Spotify… aproveita e lê o livro do autor desse podcast e vê a série Netflix “Como ficar rico”.

– “Akimbo”, do Seth Godin, no Spotify

– “We Study Billionaires” no Spotify ou no Youtube.

Percebo perfeitamente quando dizes que estás a sentir medo da transformação que tens feito em ti.

Também senti isso há vários anos… comecei a deixar de gostar de estar em determinados locais, com determinadas pessoas e/ou a ouvir conversas ocas.

Confesso que a determinada altura tive medo de poder estar a confundir autoconfiança e crescimento com arrogância e prepotência, mas depois de perceber que o estilo de vida da maioria das pessoas que me rodeava não me cativava decidi que estava na altura de me afastar e de começar a criar um pequeno núcleo de pessoas com quem me relacionava regularmente.

Não tenho problema em admitir que me afastei da maior parte dos meus amigos e de muitos familiares… continuamos a ser amigos (e familiares) e por isso mantenho a cordialidade, mas não tenho vontade nem paciência de voltar a passar tempo com essas pessoas.

Não sinto que seja melhor do que ninguém, simplesmente passei a valorizar outras coisas… e atualmente gosto de passar os meus dias a ler, a ouvir podcasts, no ginásio e na sauna, a afinar os meus projetos e a olhar pelo bem-estar das poucas pessoas que deixo que me rodeiem.

A partir do momento em que me senti confortável com a decisão de viver intensamente apenas com esse núcleo de pessoas à minha volta, o medo desapareceu… aconteça o que acontecer, essas pessoas sabem que eu estarei sempre disponível para lhes dar a mão e por causa disso sei que também estarão sempre disponíveis para me ajudar.

Continua a trilhar esse novo caminho e mantém o núcleo de pessoas que te rodeiam relativamente pequeno… não te esqueças da belíssima frase:

“… para mim os amigos têm de caber todos dentro de um carro!

Bjs

SUBSCRIÇÃO ONLINE

Trabalhar 4 horas por dia - a jornada de uma "Ave Rara"

Clique em cada bloco para aceder aos episódios

EMAIL 2

Boa tarde Pedro,

Tudo bem?

Após o nosso episódio do podcast, iniciámos (na MJAL) a presença digital.

Com a tua ajuda, a […] fez a sua pesquisa e neste momento já saíram algumas notícias.

Ela também ficou entusiasmada com as tuas ideias, até já disse que da próxima vez quer ir ao jantar dos investidores em empresas cotadas na Bolsa (para já não estou preocupado, mostrei uma foto tua de quando estavas gordo e com o cabelo comprido😊).

No sentido de melhorarmos este processo de criação da nossa presença online, temos uma dúvida: 

– neste momento, a […] necessita de lançar primeiro a notícia no site, e só depois é que pode programar na plataforma Buffer os lançamentos nas redes sociais, para ser uma publicação de link direto para o nosso site.

Como é o teu processo?

Melhores cumprimentos,

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Que notícia maravilhosa!

Para bem do teu casamento, fizeste bem em mostrar a foto de quando eu parecia um boneco da Michelin… eh eh eh… para já não terás de te preocupar! Eh eh… 😊

Em relação à tua questão, é exatamente como referes… só consegues agendar posts na plataforma Buffer que já estejam publicados no site.

Só dessa forma é que aparece a pré-visualização do artigo com imagem de destaque, título, etc…

Nesta fase inicial, a […] só conseguirá deixar agendados os posts que já estão publicados. Mas para ela perceber como é o meu processo, abri-lhe o acesso a esta videoaula da subscrição “Trabalhar 4 horas por dia”.

Depois de ela assistir a essa videoaula, avisa-me, por favor, para que eu possa voltar a colocá-la visível apenas para quem tem essa subscrição ativa, ok?

A […] vai adorar o meu processo.

É fácil, organizado e permite estar sempre a reciclar conteúdo publicado anteriormente.

Como sugestão de melhoria, diz à […] para retirar a data que se encontra no início de cada artigo na secção “Notícias” do vosso site. É importante escrever o conteúdo de forma intemporal para poder ser republicado nas redes sociais durante vários anos, mas também é importante retirar a data desses artigos no site.

Se eu vir um artigo interessante no LinkedIn, clicar na imagem e no site onde se encontra esse artigo der conta que foi escrito no dia 7 de setembro de 2009, já nem vou ler o artigo porque ficarei imediatamente a pensar que sendo um artigo de 2009 certamente estará desatualizado.

Percebes a ideia?

Espero ter conseguido ajudar!

Grande abraço e até breve.

EMAIL 3

Boa tarde Pedro,

Tenho estado a consumir os episódios do teu podcast “a Ave Rara” (já vou no episódio #40), alguns com mais interesse do que outros (para mim como é óbvio…), mas estou a fazer questão de ouvir na sequência correta, pois ouvi alguns que fui escolhendo, mas por vezes a interligação com outros anteriores fazia-me sentir “perdido” e tive de começar a eito… 😉!!

Mas, parabéns pelas oportunidades que dás a pessoas mais novas ou sem grande experiência pois determinadas pessoas com o teu nível de conhecimento não o faziam… 😉

Do que ouvi, já retirei algumas ideias, gravadas apenas no “disco rígido” para implementar mais tarde (já vamos a essa parte…), mas, não sei se é por estar a ouvir tudo de seguida, ou até pode ser apenas uma ideia minha, mas o que sinto é que é cansativo estar sempre a ouvir falar dos teus livros, de algumas coisas do passado que fazes questão de referir frequentemente… percebo perfeitamente porque o fazes, e o retorno que te possa dar, mas “cansa”…  entendes onde quero chegar?

Por vezes dou por mim a pensar, lá está este gajo novamente a falar nisto🤣🤣🤣🤣 mas repito, poderá ser por estar a ouvir tudo de seguida… 

Mas o que te queria perguntar, sobre o “disco rígido” é o seguinte: desde sempre nunca usei uma agenda, ou melhor, uso de forma “errada”, esporádica… ou seja, sempre usei a cabeça para gravar as coisas e já aconteceu como é normal esquecer de algumas reuniões/assuntos… e quero mudar isto, até porque a minha esposa aponta tudo e anda sempre a chatear-me para começar a apontar..  🤣

Às vezes, para não me esquecer das coisas mando mensagens no messenger para ela e depois ou ela aponta ou vou ver o histórico… então a questão que te queria colocar é se usas a app ASANA só a nível profissional ou também a nível pessoal ou se usas mais alguma “agenda” e qual é que usas a nível pessoal?

Só instalei a app ASANA ontem e durante 30 dias tenho a versão business e preferia a tua opinião para evitar estar a perder tempo, pois não sei o que vou deixar de ter acesso passados estes 30 dias…  Para contextualizar, o objetivo é usar apenas em conjunto com a minha esposa e para gerir os meus compromissos pessoais!

Na empresa onde trabalho e sou sócio usamos um CRM, mas como não nos dá as “respostas” que precisamos, estamos a construir um outro personalizado à nossa medida, mas a dimensão e a necessidade é outra…

Será que já tens algum podcast gravado onde posso encontrar a resposta a isto ou em breve vais gravar o seguinte episódio:

“Qual a agenda que uso para os meus negócios e/ou para a minha vida pessoal?” 🤣

Fiz resposta ao mail que já te tinha enviado, pois não sei como preferes: cada assunto num email novo ou se preferes ir mantendo o histórico dos assuntos…. ainda não encontrei resposta a isto no que já ouvi… 🤣🤣🤣🤣

Um abraço,

[…]

A MINHA RESPOSTA

Eh eh eh… muito obrigado pelo feedback. 😊

Em todas as conversas que gravo para o podcast “a Ave Rara” assumo que as pessoas ainda não ouviram todos os episódios e por isso, sempre que o tema requer, refiro algo que escrevi num dos meus livros, refiro episódios da minha vida, etc…

Acredito que para quem já ouviu e leu tudo o que escrevi possa ser um bocado repetitivo! 😊

Em relação à agenda, organizo tudo na app ASANA.

Tudo o que são coisas mais pequenas e imediatas vão para lembretes no telemóvel porque não faz sentido criá-las como tarefas no ASANA.

Gravei um episódio com o Daniel Sério sobre o seu percurso profissional e discutimos, entre outras coisas, o curso online que ele criou sobre a gestão de tarefas no ASANA. Se tiveres interesse, vê o curso online do Daniel no site StartSimple.pt.

Em relação à escrita dos emails, defendo que deveremos criar um email novo para cada assunto novo.

Este teu email deveria ter sido criado num email novo porque os temas que aqui referes não são uma resposta ao email, com o assunto “Queres ficar mais rico? Lê este mail…”, que me enviaste anteriormente.

Percebes a ideia?

Não me lembro se já referi isso em algum episódio já disponível na série “Trabalhar 4 horas por dia” ou se esse episódio ainda está com o Alexandre em edição.

E já que dizes que só falo nos meus livros e na minha vida, sugiro que vejas a série de episódios “Trabalhar 4 horas por dia” onde vou partilhando um novo episódio todas as semanas para mostrar como consigo dedicar todos os dias tempo para ler, ouvir podcasts, escrever, pensar, ir para o ginásio e para a sauna, trabalhar 4 horas à tarde e depois ir para casa jantar, dar beijinhos e ver séries/filmes/documentários na Netflix e na Prime video.

E tu? Quando é que gravas um episódio do podcast comigo, para poderes contar a tua história e não me deixares repetir a minha história mais uma vez? Eh eh eh… 😊

Grande abraço e até breve.

Negócios, investimentos e um estilo de vida livre

Preenche o campo seguinte para receberes os meus emails semanais.

Área reservada para subscritores

Faça log in para aceder à sua conta.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador.

Negócios, investimentos e um estilo de vida livre

Preenche os dados seguintes para receberes os meus emails semanais.