CARTA AOS LEITORES - abril de 2021

Tal como aconteceu anteriormente, no mês passado recebi dezenas de e-mails e testemunhos (muitos deles relacionados com o curso online “Investir na Bolsa”) e gostaria de destacar estes 12 por serem os que mais me despertaram a atenção!

Espero que gostes…

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on pocket
Share on email

EMAIL 1

Olá Pedro e respetiva equipa! Muito obrigado pela Vossa contribuição para manterem a comunidade informada ; )

Eu sou vosso fã e estou a pensar comprar o curso “Investir na bolsa”.

Recentemente abri o meu segundo […] e devido à pandemia estou em “maus lençóis”. Por consequência resolvi, diversificar os meus rendimentos… foi aí que te encontrei.

Contudo Pedro, tenho algumas dúvidas:

Como sou […], trabalho cerca de 16/17 horas por dia no […]. Sendo o curso totalmente online, posso inteirar-me do seu conteúdo em qualquer hora do dia? Na vossa opinião, devo ingressar no mesmo, ainda que tenha apenas uma ou duas horas por dia disponíveis?

Antecipadamente grato,

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […], boa tarde.

Muito obrigado pelo feedback.

Sinto muito pelo que estás a passar nesta fase com as tuas empresas e identifico-me muito com essas dificuldades porque tive um negócio no passado que correu muito mal e ainda por cima apanhou a crise que começou em 2008 no Estados Unidos e se arrastou para o resto do mundo nos anos seguintes.

Já leste o meu livro “A Ave Rara II… do caos e das dívidas a um estilo de vida livre!”? Creio que irias gostar de perceber o que me aconteceu nessa altura, como as horas de trabalho infindáveis me levaram a desmaiar de cansaço 3 vezes no mesmo mês e quais foram as estratégias que implementei para, como costumo dizer, “renascer das cinzas”.

Vê aqui a descrição desse meu livro autobiográfico: www.noctulastore.com/…/a-ave-rara-ii…

Quando passamos por episódios tão avassaladores na nossa vida, devemos conseguir aproveitar todo o caos e a revolta que sentimos para reformular tudo a nível pessoal e profissional.

Será que podes reformular o conceito dos teus […] de forma a teres muitas […] para fora e poucos clientes dentro dos teus espaços físicos?

Será que podes reduzir o número de funcionários ou será que conseguirás reduzir custos fixos para teres algum encaixe financeiro para contratar mais alguém que te ajude a […], e com isso conseguires mais tempo livre para descansar e para pensar nos próximos passos que pretendes dar para fazeres os teus negócios crescer?

Será que poderás criar (no teu site) um serviço de subscrição mensal de entrega de […] diárias tal como as pessoas pagam a subscrição Netflix ou a subscrição dos cursos online no meu site? Nesse formato, poderias trabalhar à porta fechada e ter apenas os funcionários necessários para te ajudar na […]… as entregas seriam subcontratadas à […], à […] ou a algum parceiro similar…

Peço desculpa por estar aqui a mandar bitaites sobre assuntos para os quais não solicitaste a minha opinião, mas não resisti… vejo tantos […] com […] de excelente qualidade cujos proprietários baixaram os braços e gostaria que pelo menos alguns deles repensassem o seu negócio e esquecessem a velha forma de fazer as coisas.

Não leves a mal este meu atrevimento de falar sobre uma tipologia de negócio que não percebo! 😉

Agora, em relação ao curso online “Investir na Bolsa”, que foi para isso que me escreveste: 😊

O curso online é constituído por 3 grandes módulos de aulas em vídeo, para que percebas os erros que cometi e como podes evitá-los. As aulas estão todas disponíveis em vídeo e por isso podes vê-las e revê-las durante todo o período da subscrição anual.

Podes ver os módulos do curso nas imagens seguintes.

Clicando na imagem de cada módulo consegues ver a ordem e os temas que discuto em cada uma das aulas.

Como as aulas já estão gravadas, poderás assistir ao teu ritmo e onde quiseres, desde que tenhas um dispositivo com acesso à internet (móvel ou fixa).

Neste curso online não ensino a calcular o valor intrínseco das ações. Disponibilizo os valores intrínsecos (das empresas onde invisto e que estou a observar para investir) num ficheiro Excel que atualizo para mim e para partilhar com todos os subscritores do curso. Esse ficheiro encontra-se no 4º módulo do curso (vê a última imagem que apresentei anteriormente).

Eu sou aluno do Adam Khoo e uso todos os valores intrínsecos que a equipa dele calcula trimestralmente para as empresas onde estamos a investir. No início ainda comecei a calcular os valores intrínsecos, mas rapidamente percebi que os valores que eu obtinha não tinham nada a ver com os valores que ele obtinha.

Mais tarde percebi que ele tem acesso a dados e informações às quais eu não tenho acesso. A título de exemplo, ele tem uma subscrição anual de $20 000 na CapitalIQ e uma subscrição anual na Bloomberg que custa $7000… Sem essas subscrições eu nunca terei acesso a toda a informação de que ele dispõe, mas como sou aluno dele, não necessito disso para nada porque a equipa dele usa essas informações para calcular tudo para mim! 😊

Ao optar por não ensinar a calcular o valor intrínseco das ações, disponibilizando-o num Excel partilhado, garanto que toda a gente consegue investir (na Bolsa) em empresas com excelentes fundamentos quando os preços das ações estão a ser negociados “em saldo”.

Para perceberes um pouco melhor como funciona o meu curso online, sugiro que ouças os episódios 5764 do meu podcast “Conversas Despreocupadas” que divulguei recentemente.

Se pretenderes mais informações sobre o curso online, podes ver igualmente as respostas às perguntas frequentes no fundo da página de compra do curso.

A subscrição anual do curso online também inclui o convite para integrares a comunidade privada e exclusiva no Telegram onde eu e os restantes membros do curso trocamos ideias regularmente.

Grande abraço e espero ver-te em breve no grupo exclusivo no Telegram.

Grande abraço e espero ver-te renascer das cinzas e com vontade de partilhar essa aventura num episódio do meu podcast. 😉

EMAIL 2 - A reação dele ao email anterior...

Olá Pedro! 

Que surpresa agradável foi “ouvir” as tuas ideias/ sugestões sem teres sido solicitado. Revela uma vontade em ajudar e genuinidade, que são raras nos tempos atuais!

Quando me sugeriste reduzir as despesas fixas para contratar alguém e assim libertar-me para outras compromissos/tarefas, parecia que tínhamos estado ontem a partilhar as minhas ideias: é que esse vai ser o meu próximo passo!

Terei mesmo que me abstrair do sentimento de posse e do receio que os clientes deixem de procurar o […], por eu estar ausente fisicamente. Não vai ser fácil porque há 10 anos que contrariado, sou o típico “one man show”. 

Em relação ao serviço de subscrição mensal que referes, tenho algo a dizer: “AWSOME!!!”

Jamais me ocorreria essa ideia, e independentemente de resultar, é uma ideia espantosa! Obrigado.

Sobre ti e o teu curso, eu já te acompanho há algum tempo através do teu podcast “conversas despreocupadas” e quando estou a correr, a pedalar ou a cozinhar, tenho-te muitas vezes como companhia. Estou inclusivamente a influenciar a minha mulher para entrarmos juntos nesta aventura!

Contudo, tal como tu estavas no início, também eu estou em branco! Pouco sei sobre investimentos em empresas cotadas na Bolsa, a não ser o que tu partilhas nos teus episódios. Não obstante, atualmente, o investimento no incerto tem um valor majorado pelas últimas ocorrências, o que torna ainda mais arriscada esta aventura, do que há dois anos atrás quando te iniciaste. Claro que foi um ato de extrema coragem, entrares de cabeça e em menos de nada empenhares 20 000€ dos teus recursos sem qualquer certeza de retorno.

Pedro, vou aceder ao teu curso, deixando desde já os meus agradecimentos pela forma descomprometida com que me respondeste.

Abraço para todos Vós,

Até breve!

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Mais importante do que o meu interesse em ajudar é a tua vontade de passar a fazer tudo de forma diferente! 😉

Eu também fui o “one man show” durante muitos anos… e mesmo quando já tinha contratado uma equipa, microgeria toda a gente e metia-me nas tarefas dos meus colaboradores porque achava que eles eram mais lentos do que eu e que faziam tudo pior do que eu conseguia fazer!

Tudo aquilo eram pensamentos limitantes que me estava a destruir e que não deixavam os meus negócios escalar e atingir o sucesso que eu tanto desejava.

No livro “A Ave Rara II…” falo numa das coisas que mudou a minha vida: tirei tudo o que tinha na cabeça (tudo o que achava que só eu é que sabia fazer) e transformei-o em instruções de trabalho.

Entreguei essas instruções de trabalho (tipo receita!) aos meus colaboradores, vi onde é que a “receita” ainda não funcionava e fui afinando cada processo até estar tudo como pretendia.

Uns anos depois, já funciona tudo sem mim, com menos colaboradores, sem horas extra para nenhum membro da minha equipa, etc… e faturamos atualmente mais do dobro do que faturávamos naquela altura em que eu trabalhava, feito louco, durante 16 horas por dia.

A maior parte das vezes, os nossos negócios não crescem e a culpa é nossa (e dos nossos pensamentos limitantes!).

Mesmo que não avances já com um modelo de subscrição, sugiro que simplifiques o teu negócio. Imagina este exemplo: em cada dia da semana, só existe um tipo de […] disponível. Há um dia do mês em que o […] disponível é surpresa e é uma novidade que tu e a tua equipa estão a experimentar, etc…

Se calhar é completamente ridículo o que estou a dizer e talvez não se encaixe na visão que tens para os teus negócios, mas seria assim que eu implementaria a mudança se os […] fossem meus.

Ainda ontem um amigo me falou que conhece um pequeno restaurante que só vende sandes de leitão… se quiseres arroz, não há… sopa, também não há… só há sandes de leitão… e ele farta-se de faturar diariamente!

Simplificando, reduzindo custos fixos, contratando uma pessoa para te ajudar pode ser o início da transformação.

Na fase seguinte, crias uma loja online no teu site e aceitas reservas por aí… na terceira fase lanças a subscrição mensal de […] e daqui a 5 anos tens uma cadeia de […] sem portas abertas ao público, com colaboradores orientados pelos teus processos, e a faturar brutalmente enquanto tu tens tempo para ti, para a tua família e para pensar na próxima fase da vida profissional.

Em relação aos investimentos na Bolsa, será sempre boa altura para começares porque eu tenho os valores intrínsecos das empresas num Excel partilhado com todos os membros do curso e só quando os valores estão abaixo, ou muito abaixo, dos valores intrínsecos é que compramos ações de excelentes empresas.

Os níveis de compra que estamos a observar também estão nesse Excel partilhado e por isso normalmente deixamos as ordens de compra em contínuo na corretora e nem nos preocupamos mais com isso durante uns tempos.

Há vários anos que sou fã da sistematização e da automatização de processos e faço isso em tudo na minha vida… assim tenho mais tempo para viver, para namorar… para fazer o que me apetece!

Espero ter ajudado a dar mais um empurrão! 😉

Grande abraço e até breve…

EMAIL 3

Olá, como estão?

Opah, não pude evitar e tive que vir comentar: estou a adorar este episódio com a Joana Pereira.

Sobre os emails, gostaria de vos dizer que estou tão de acordo com o que falaram. Quase que podia estar na conversa eheheh.

Ao ouvir o episódio, pareceu-me estar a ter um deja vu… Eu acho que já tive esta conversa sobre os emails com alguém, não me lembro com quem… E é mesmo como dizem:

… as urgências são no hospital.

Fico muito irritada quando me pedem para ver emails na hora. Se necessitam de algo resolvido rapidamente, telefonem… é para isso que existem os telefones!

Mas no passado eu também sofri desse síndrome de ver emails a toda a hora 🙁 

Atualmente já não sofro tanto. Tenho dias em que não vejo emails sequer… em que estou completamente focada e desligada do computador… 

Ah, mas era para comentar também, porque finalmente ouvi pessoas a falarem disto 😂 Eu pertenço ao grupo que anda sempre com o telemóvel no silêncio! 

Vou contar-vos uma coisa que se passou há umas semanas, isto nada tem de interesse, mas conto… pronto 😉

Há umas semanas, uma amiga minha tentou telefonar-me, porque precisava de me pedir um favor. Mas ligou e como eu não estava com o telemóvel ao pé e ainda por cima estava em modo silencioso, não atendi.

E quando vi a chamada não retornei… não me apeteceu!

No dia seguinte ela ligou novamente. E eu acho que foi nesse dia ou que atendi ou que depois retornei chamada.. Foi algo assim, já não me lembro exatamente ao detalhe. Mas assim que eu atendi a chamada, o que ela me disse imediatamente foi, com tom de frustração:

“Oh, […], é tão difícil falar contigo, […]”.

Fiquei um bocado zangada com aquela conversa. Mas nem lhe justifiquei porque é que não tinha atendido nem devolvido imediatamente a chamada.

Não acho que tenha de o fazer. Porque na verdade, o que eu penso é: o telemóvel é para meu uso pessoal. Portanto, é meu. E como sou eu organizo o meu tempo, sou eu quem decide e por isso tenho liberdade para atender quem eu quero e quando eu quero.

Se na altura estava concentrada a fazer uma coisa qualquer (não interessa o quê) não ia atender. é um principio que estipulei para mim própria e vivo muito bem com isso.

O que eu acho que se passa atualmente, e já noto isto há alguns anos, é que as pessoas pensam que por termos um telemóvel, somos obrigadas a reagir, responder ou atender imediatamente.

Epah, isso deixa-me nervosa! 

Tirem daqui as conclusões que quiserem… ou não… 

Beijinhos! 

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

É tão bom sentirmos que não somos os únicos loucos a sair fora da malha que prende toda a gente numa correria louca.

Já passei por situações tão ridículas por causa dos emails e dos telefonemas que os outros acham que são urgentes que a determinada altura tornei-me insensível! 😊

Em primeiro lugar estou eu e a minha sanidade mental e depois logo vejo se tenho tempo para os outros… por muito que isto custe a muita gente.

Há vários meses que já nem atendo telefonemas de números que não estejam na minha lista de contactos… e faço melhor: depois de não atender a chamada, bloqueio esse número para que não me consiga volta a incomodar! 😊

Estou disponível para responder aos emails e aos comentários nas redes sociais, mas faço-o à hora que me apetecer e se me apetecer! 😉

Gosto muito da tranquilidade e do relaxamento de poder “ouvir os meus pensamentos” e tal como tu, não tenciono voltar a deixar que os telefonemas me retirem a paz que consegui alcançar.

Bjs e obrigado por estas partilhas que vais fazendo regulamente depois de alguns episódios do podcast. 😉

EMAIL 4

Boas noites Pedro,

Deixa-me explicar o meu percurso até chegar a ti.

Li o livro “Segredos da Mente Milionária” no ano passado por esta altura e a partir daí cresceu um interesse sobre investir. Fui-me educar no nosso amigo Youtube e, após muita procura e informação, encontrei os vídeos do […] com o canal dele do […]. Segui o grupo dele no Facebook e fui aprendendo aos poucos.

Depois de alguns meses no grupo reparei sempre num gajo que comentava muito outras publicações, aconselhando, etc…. Curioso com aquele gajo, fui pesquisar para ver quem era. Qual o meu espanto quando me deparo com um gajo de cabelo comprido e eu penso:

Este gajo deve ser meio maluquinho e não deve fazer nada na vida. Vamos lá ver então o conteúdo dele.

Espero que não leves a mal, por te tratar por “gajo”.

O primeiro vídeo teu que vi foi o vídeo sobre como declarar no IRS e lembro-me de pensar algo do género:

… ele explica tão bem e tão simples que é fenomenal. Será que tem mais vídeos de investir na bolsa?

E assim foi, comecei a ver os pequenos vídeos que punhas no Youtube, onde referes imensas vezes o Adam Khoo, a maneira dele e como se tornou num Mentor para ti… e comecei a interiorizar que também é a “forma de vida” que eu quero levar nos meus investimentos na Bolsa.

Lá ganhei coragem de comprar o teu curso e agora estou pronto para absorver informação e todos os ensinamentos.

Adoro a tua forma de pensar e de abordar este tema dos investimentos e de ganhar dinheiro e sem dúvida que serás um grande Mentor para mim.

Obrigado e desculpa por alguma coisa menos bonita que tenha dito neste email.

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Adorei este teu feedback genuíno com tantas “palavras feias”! 😊

Fico muito feliz por saber que te identificas com a minha forma de pensar e de investir em excelentes empresas cotadas na Bolsa.

Aproveita igualmente o grupo privado no Telegram porque encontrarás por lá excelentes pessoas e informações muito pertinentes.

Grande abraço,

EMAIL 5

Olá Pedro,

Acompanho o teu trabalho há meses através do youtube (e alguns episódios do podcast) e sempre gostei da tua abordagem face aos investimentos na bolsa (embora não fosse a minha).

A minha abordagem tem sido swing trading nos últimos meses. Tenho um bom total, com uma performance de 25% sensivelmente, contudo comecei a fartar-me de ter de estar em cima da bolsa. Fosse:

  • Entrar hoje e sair daqui a dois dias para ver se consigo um ganho de 5 ou 10%
  • Tentar adivinhar se a bolsa vai subir ou descer no dia seguinte
  • Perder ou ganhar muito dinheiro em empresas especulativas
  • Etc….

Concluindo: tempo é dinheiro (e saúde!) e essa é a razão principal da minha inscrição no teu curso online.

Quero investir e dormir muito menos preocupado, em velocidade cruzeiro, mesmo que o rendimento seja inferior.

Como te encontrei: vídeo IRS DEGIRO, em outubro de 2020, que me vai ajudar este ano a fazer o IRS com as ações pela primeira vez. Na verdade sempre pensei que tivesses um erro nas contas, e agora aproveito a oportunidade para te perguntar:

  • A DEGIRO cobra € 0,50 + USD 0.004 por ação, e isso incluis no teu vídeos, nas comissões.
  • Mas também cobra 0,1% com o AutoFX, a fazer o câmbio. Eu libertei-me um pouco deste custo, colocando em Manual (passou para 0,02%). Porque não incluíste este gasto? E porque não passar para manual para evitares este custo? 

O custo que tive a comprar 8 acções da Microsoft em Outubro foi:

Produto: 1484.43 €

Comissão: 0.50€ + 0.03€

mas da minha carteira saiu 1485,92 € (e não 1484,96€, que é a soma acima). Fazendo as contas, 1485.92€-1484.43€ = 1.49€, que são os 0,1%.

 

Sente-te à vontade para partilhar esta dúvida e explicação noutros canais, se fizer sentido.

Obrigado e bons investimentos.

Abraço,

[…]

P.S. Sinto que posso tratar-te por tu, aos meses que te acompanho 🙂

A MINHA RESPOSTA

Olá Raul,

Muito obrigado pelo feedback.

De facto, a loucura diária do trading ou o swing trading deixaram de fazer sentido para mim… era um desgaste muito grande, trazia-me muita ansiedade e irritação/euforia e no final acabou por se revelar totalmente desinteressante porque acabei por perder mais de 21 000€.

Só depois de conseguir transformar completamente a minha forma de pensar e de investir é que consegui dominar as emoções e passar a ter a disciplina de apenas investir em empresas com excelentes fundamentos e aguardar pacientemente que os preços das suas ações estejam a ser negociados abaixo, ou muito abaixo, do valor intrínseco. Só nessa altura é que compro ações ou reforço a minha posição nas empresas… vais perceber isso no grupo exclusivo que temos no Telegram.

Depois de ter recuperado todas as perdas em menos de 7 meses, foi mais fácil dizer ao diabinho que de vez em quando ainda me assolava:

Agora que conseguiste recuperar tudo, vais voltar a ser idiota? Esquece as galdérias porque elas vão levar-te o dinheiro todo!

 Sinto que estou “curado” 😊 quando vejo toda a gente a falar na empresa/ideia/tecnologia que um dia pode mudar o mundo (mas que todos os anos tem piores resultados financeiros) e eu não tenho a mínima curiosidade em abrir um posição.

Em relação à tua questão, no vídeo sobre a declaração de rendimentos eu não tinha os custos AutoFX porque nessa altura apenas tinha uma conta Basic… e esses custos apenas existem nas contas Custody da DEGIRO.

Contudo, como vais perceber depois de conhecer melhor a minha forma de investir, não perco um segundo a pensar ou a discutir questões de 1€… o trabalho manual e todos os esquemas que as pessoas arranjam para poupar 1€ é típico da mentalidade de trader… e eu já não sou trader! 😉

Em vez de te preocupares em arranjar estratégias para poupar 1€, preocupa-te em perceber como podes ganhar 1000, 10 000, 100 000€… vais ver que nunca mais vais olhar para o dinheiro da mesma forma! 😊

Grande abraço, bom estudo e bons investimentos.

EMAIL 6

Boa tarde Pedro,

Enquanto vejo os vídeos do teu curso online revejo-me exactamente no vídeo 6.

Embora tenha lucros de milhares nas ações de algumas empresas onde investi, outras são suficientes para anular quase todo esse lucro.

Mais: nas duas últimas semanas de fevereiro de 2021 o mercado tem estado bastante mau. Perdi 80% do meu lucro total no espaço de uma semana. Se o meu portefólio fosse somente constituído por empresas de grandes fundamentos estava bem mais descansado e provavelmente estaria a investir ainda mais nesta fase.

Não tenho essa confiança neste momento. Irei começar a transferir capital para este tipo de empresas ao longo dos próximos tempos.

Abraço e obrigado,

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Pois… esse é o problema de investir em empresas especulativas. Os lucros são astronómicos durante algum tempo, mas da noite para o dia podes perder quase tudo.

Eu sei que pode parecer menos atrativo, e pode fazer-nos parecer uns verdadeiros totós, se mostramos resultados de 15 ou 20% por ano, quando comparado com alguém que conseguiu 300% no mesmo período.

Contudo, os resultados dos “totós” são consistentes ao longo de vários anos e no final acabam por eventualmente ser muito superiores.

Nas duas semanas em que perdeste 80% de valor no teu portefólio, eu vi o meu portefólio a encolher apenas cerca de 3%… e tenho estado a comprar ações de excelentes empresas a “preço de saldo”.

Apesar de eu não ser consultor financeiro, posso dizer-te sem qualquer problema:

Parabéns pela decisão que tomaste de começar a largar as galdérias e passar a investir apenas em relacionamentos (para casar) com mulheres maduras.

Quando assistires a todos os vídeos do curso online, certamente perceberás esta analogia! 😊

Mantém-te forte e focado na alteração que pretendes fazer… foi à custa de eu ter dado esse passo que consegui “renascer das cinzas”.

Grande abraço.

EMAIL 7

Olá Pedro!

Já falámos no Telegram porque estou no teu curso sobre investimentos na Bolsa.

Tenho […] negócios dos quais sou responsável e ando à procura de um Adam Khoo ou Pedro Silva-Santos com dicas e estratégias diretas de como fazer anúncios no Facebook com bons resultados… sei que trabalhas muito nesta área também… tens alguma referência para eu pesquisar?

Vou lançar um […] em Abril e falta-me preencher […] lugares.

Beijinhos e obrigada pela inspiração diária!!

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Os anúncios no Facebook são um processo de tentativa e erro até acertarmos com as imagens, vídeos e textos que geram as melhores conversões.

No meu caso, produzo muito conteúdo e partilho-o regularmente e é isso que faz com que as pessoas ao fim de vários meses (e às vezes anos) a consumir os meus conteúdos gratuitos queiram aprender os passos seguintes nos meus cursos online.

A estratégia que uso é muito lenta e não te ajudará a preencher as vagas no […] de abril de 2021. Mas se criares um podcast e começares a partilhar episódios regularmente e juntares pequenos vídeos diariamente às tuas partilhas, acredito que em abril de 2022 essas vagas já não fiquem por preencher.

Imagino que não era isto que gostarias de ouvir da minha parte… mas eu gosto de fazer as coisas neste formato… podem ser mais lentas, mas são muito mais sustentáveis a longo prazo e mantêm faturações mensais sem grandes flutuações para baixo!

Podes aprender a fazer anúncios no livro “Marketing digital na prática” do Paulo Faustino ou no canal Instagram do Luciano Larrossa… são duas excelentes fontes de informação.

Depois, podes aproveitar para ver este vídeo onde mostro como produzo tanto conteúdo com pouquíssimo esforço.

No futuro deverias pensar em seguir a minha estratégia de produção de conteúdo… é a mais relaxante!

Bjs e até já.

Reproduzir vídeo

EMAIL 8

Bom dia,

Escrevo-vos este email por impossibilidade de comentar na aplicação do Spotify.

Ouvi atentamente o episódio do V/ podcast n.º 65 “Um dia, hei-de ser alguém” e quero dar os parabéns ao convidado Nuno André Moreira pela curva de vida profissional que nos trouxe, que é sem dúvida uma inspiração de que basta querer para conseguir!

Este episódio tem uma carga emotiva muito grande e um bem-haja ao Pedro e ao Francisco por darem voz a pessoas que de facto nos acrescentam valor com histórias verídicas, de coragem e de que querer é poder! É sem dúvida uma inspiração!

Muito sucesso para vocês!

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá Rita,

Ainda bem que o Spotify não permite classificar os episódios porque à custa disso acabaste por nos enviar este email que nos encheu o coração! 😊

Obrigado pelo carinho e pelo apoio.

Também adorámos os excelentes momentos de partilha e de vulnerabilidade que o Nuno trouxe a este episódio.

Bjs e boa semana,

EMAIL 9

Olá Pedro,

Queria agradecer pelo teu trabalho e conteúdo. Já estive os vídeos do curso online “Investir na Bolsa” e de facto tens uma visão calma e divertida do mercado bolsista, e claro, tens uma estratégia bastante eficaz.

Eu conheci o teu trabalho quando andava a procurar informação sobre como declarar os rendimentos nas finanças, e foste o único claro e conciso na explicação com aquele vídeo fantástico!

A partir daí, comecei a explorar o teu canal e a identificar alguns erros que cometeste, e que eu andava a cometer também. Porém, no meu caso acabei por acertar em cheio nas ações a investir.

Mas estou decidido a mudar de estratégia porque não estou seguro de algumas decisões que cometi e preciso de “paz” eheh. Estava sempre com medo de perder os ganhos que obtive etc. Eu estou a tirar um Doutoramento em […] e não tenho grande tempo para estar constantemente a olhar para os preços das ações e gráficos e a tentar adivinhar o futuro ahah.

Como vi que tens uma estratégia simples de seguir, decidi entrar no teu curso para poder estar mais relaxado com as minhas decisões, aprender mais e claro ter pessoas com quem falar sobre investimentos (não tenho família e amigos que gostem destas aventuras ahah).

Já agora pergunto se conheces a empresa […]. Que achas desta empresa? Sei que tem finanças horríveis mas pensas que tem algum potencial a longo prazo? Este foi um dos investimentos que me fez feliz neste último ano eheh. Investi nela porque eu conheço a área de negócio (o meu trabalho é similar) e sei que existe uma procura pelo tipo de produto que vendem. De momento estão a construir as fábricas de produção e a expandir… mas lá está, as finanças são tão más que não sei o que esperar desta empresa.

“TALVEZ” tenham sucesso lá para 2024… Que achas?

Desde já obrigado pelo conteúdo e vou me juntar a vocês no Telegram.

Abraço,

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Muito obrigado pelo feedback.

Gravei aquele vídeo a explicar como organizei e declarei todas as vendas na declaração de IRS exatamente por me sentir frustrado com as pesquisas que fiz na internet. Vi muita gente a falar, falar, falar, mas não vi ninguém a mostrar o ecrã ao estilo “Youtuber brasileiro” 😊 de forma a que qualquer pessoa pudesse seguir o mesmo processo.

Este ano vou atualizar esse vídeo com mais algumas informações, vou gravar um vídeo novo a mostrar como declaro os dividendos que recebi de algumas empresas onde invisto.

De qualquer forma, sugiro e vejas o episódio que gravei recentemente com uma contabilista certificada a responder às principais dúvidas que nos surgem durante a elaboração da declaração de IRS com as mais e menos valias dos investimentos na Bolsa.

Tal como tu, gosto de fazer outras coisas e não quero passar o dia a olhar para as variações de preços das ações das empresas onde invisto na Bolsa. Como vais perceber nas aulas do curso, eliminei ao máximo o tempo que passava a olhar para os preços das ações (ou para as notícias) e foi isso que me permitiu eliminar as emoções das decisões que tomo.

Só compro ações de excelentes empresas quando os preços estão abaixo, ou muito abaixo, do valor intrínseco e retraíram a uma média móvel que serviu anteriormente de suporte. Tenho ordens de compra em contínuo na corretora e por isso, se os preços retraírem àqueles níveis, a corretora compra automaticamente… se não retraírem, não faço nada… nem sequer me chateio com isso.

Gosto de ler livros, ouvir e gravar podcasts… e gosto de estar sempre a desenvolver novas áreas de negócio nas 2 empresas privadas que tenho atualmente e é aí que gosto de usar as minhas horas diariamente… Depois, gosto de namorar, de ver filmes e séries com a minha namorada… e é aí que também uso as horas dos meus dias. O resto, com exceção de comer e dormir, tem que me ocupar pouco tempo!

Não conheço a empresa que referes no teu email… Como vais perceber no curso online, se uma empresa não passar a análise apertada da equipa do meu mentor (Adam Khoo) eu nem sequer olho para ela. Se um dia essa empresa passar nos critérios do Adam, eu aviso-te e coloco-a na lista de empresas em observação no ficheiro Excel que tenho partilhado com todos os membros do curso.

Grande abraço, bom estudo e bons investimentos.

EMAIL 10

Boa tarde Pedro,

Honestamente, numa fase inicial a minha adesão ao teu curso online era simplesmente por motivos de investimento na bolsa.

Contudo, conforme fui ouvindo os vários conteúdos, estou estupefacto…

Nunca pensei encontrar alguém que tivesse passado por algo parecido com o que eu passei, desse a volta por cima, mas acima de tudo, falasse do assunto tão abertamente sem qualquer preconceito ou receio.

Como sabes, é difícil encontrar alguém com quem se possa falar sobre esses temas, sem ser julgado ou mal interpretado.

Confesso que é o primeiro livro (A Ave Rara II…) que vou ler em muito tempo, porque me identifico claramente, não só com a história, mas também com a Universidade onde estudaste, mudanças na alimentação, estilo de vida, dar mais aos outros, o bom senso…

Admiro muito a tua atitude e perseverança. Experimentalista 😄

Obrigado e força na produção dos conteúdos e nas partilhas.

Quando acabar o livro dou feedback.

Um abraço

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Muito obrigado por este primeiro feedback sobre o trabalho que tenho desenvolvido.

Acredito que haja muito mais pessoas como nós, mas talvez ainda não ganharam coragem para partilhar os momentos difíceis que passaram e como conseguiram dar a volta por cima para “renascer das cinzas”.

Já me disseram que deveríamos evitar falar do passado e das coisas más porque poderemos estar a atraí-las novamente. Eu acredito exatamente no contrário: devemos falar abertamente sobre o que passámos, as boas e as más decisões que tomámos e nunca nos deveremos esquecer de onde viemos. Se o fizermos regularmente, acabamos por inconscientemente usar isso para dizer ao nosso cérebro que está tudo bem e que errar (mesmo de forma idiota) faz parte do processo.

Para mim, falar abertamente sobre as fases difíceis da minha vida e deixar tudo registado nos livros acabou por ser o melhor processo de cura e o único que me permitiu fazer as pazes com o passado.

Grande abraço e até breve,

EMAIL 11

Olá Pedro, 

Bem, já sou teu seguidor há alguns tempos, e até trocámos algumas mensagens no LinkedIn. 

Podes já não te lembrar, mas deste parte de uma aula (como professor convidado) de modelação e simulação no meu curso de Engenharia do ambiente em Bragança. 😂

Desde essa altura que te acompanho e vou confessar que és uma fonte de inspiração para o meu percurso.

Li o livro “A Ave Rara… de empregado frustrado a criador do seu próprio emprego!” e tomei a decisão de me despedir e começar o meu caminho sozinho.

Atualmente dou Palestras e faço trabalhos de consultoria na área […], […] e […]. Formei uma startup e tem sido espetacular (atualmente não rende um cêntimo, mas tenho aprendido para caraças).

Também deu oportunidade ao meu SIDE Job de compra e venda de […] online (tem sido e corrido muito fixe também). 

Bem , após este mini CV, vou ao fundo da questão de querer investir na Bolsa. Em setembro, criei uma conta no […], e com o dinheiro virtual fiz alguns investimentos “fictícios”, e disse à minha namorada – “se duplicar os 100k fictícios ponho dinheiro a sério.

Até que correu bem!!

Mas quando chegou a altura de por dinheiro a sério, não houve tomates. 😂😂

Sei que não sei nada e devia aprender e apostar em formação.

E quem melhor que tu para me dar umas luzes ? Foi engraçado o timing de descobrir este curso

Muito obrigado se ainda estás a ler até aqui,

Espero crescer e continuar a aprender muito contigo, let’s make some coins 😃

Ps: deixo-te os meus megas investimentos no […]  em anexo…

Um abraço,

A MINHA RESPOSTA

Eh pa, espetacular! Já acompanhas o meu trabalho há muitos anos! 😊

Fico muito feliz por saber que decidiste dar o passo de te despedir do emprego que tinhas e de criares as tuas próprias fontes de rendimento.

É brutal sermos responsáveis pelos resultados que obtemos, não é?

Se um dia quiseres partilhar o teu percurso e os teus projetos num episódio do podcast “Conversas Despreocupadas”, podes autoconvidar-te! Eh eh eh… 😊

Grande abraço e até breve,

EMAIL 12

Viva Pedro,

Tudo bem?

Desde já obrigado pelos grandes conteúdos que crias e pela forma à tuga que explicas as coisas 🙂

Ando empolgado para comprar o teu curso de investir na bolsa mas o que fez entrar em contato contigo é outro assunto.

Eu sei que é importante adquirir conhecimento antes de pôr as coisas em ação, mas eu questiono-me se será bom começar a investir com 600 euros e reforçar todos os meses, de alguma forma, com 50 a 100.

Não é pouco para obter um portefólio com noivas belíssimas às quais oferecemos anéis de diamantes antes de as trazer para o nosso Harém, tal como referes num dos teus vídeos :)?

Um resto de bom trabalho.

Cumprimentos,

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Muito obrigado pelo feedback e pelo apoio! 😊

Obviamente que não vais atrair várias noivas belíssimas com os primeiros 600€… andas a sonhar alto e desconfio que esse diamante é falso… devem ser zircónias (os chamados diamantes sintéticos)! Eh eh eh… 😊

Bem… vamos lá conversar… fora de brincadeiras… em função do teu perfil de risco e do capital que tens disponível inicialmente (e que pretendes ir reforçando mensalmente) deverás definir a tua estratégia.

Apesar de eu não ser consultor financeiro, nem poder dar conselhos de investimento (porque não estou autorizado pela CMVM para o fazer), posso dizer-te como estruturaria o meu portefólio se tivesse as condições financeiras iniciais que referes:

  • equacionaria comprar 1 ação de 2 ou 3 empresas que estão no Excel partilhado e cujos preços estão atualmente muito abaixo do valor intrínseco;
  • pensaria em comprar 10 ou 15 ações do ETF que segue as 300 empresas de maior capitalização na China (quando os preços retraíssem a um dos níveis que serviu anteriormente de suporte, e que tenho identificados no Excel partilhado);
  • pensaria em comprar 10 ou 15 ações do ETF que segue inclui as empresas de cloud computing (quando os preços retraíssem a um dos níveis que serviu anteriormente de suporte, e que tenho identificados no Excel partilhado). Este índice permite estar exposto a empresas como a Amazon, Apple, Microsoft, Intel, Alphabet, NVIDIA, Salesforce, etc… sem ter que se ter dinheiro para comprar ações dessas empresas individualmente.

 

Depois, iria reforçando mensalmente a conta da corretora e reforçaria as minhas posições apenas quando os preços retraíssem a níveis de suporte.

Percebes a ideia?

Há sempre forma de “desenhar” o portefólio de maneira a ajustar-se ao nosso bolso e ao nosso perfil de investidor.

Depois, quando conseguires poupar mais algum dinheiro e reforçar a conta na corretora, terás mais opções de investimento e poderás ir alargando a tua carteira de investimentos.

Mas atenção, não poupes até ao extremo… vive uma vida feliz e confortável e comete algumas extravagâncias, não uses o dinheiro todo para investir em empresas cotadas na Bolsa.

Investir é fundamental, mas não te esqueças de primeiro ser feliz com o dinheiro que ganhas! 😊

Espero ter conseguido ajudar.

Um abraço e até breve.

login

Faça login para aceder à sua conta.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador.

Quer aprender como é que eu faço?

Preencha os dados seguintes para pertencer ao meu grupo exclusivo