fbpx
carta aos leitores - janeiro 2022

Ficar sem dinheiro, mudar tudo para o online e respeitar o plano à risca… (carta de janeiro de 2022)

No mês passado recebi (e respondi) a mais umas dezenas de e-mails e testemunhos… gostaria de destacar estes 6 por serem os que mais me despertaram a atenção!

Espero que gostes…

EMAIL 1

Bom dia Pedro,

Antes de mais, muitos parabéns pelo trabalho que tens desenvolvido.

Conversámos há cerca de 3 anos numa apresentação do teu livro “Como conseguir emprego em 30 dias” em Bragança. E reparei que partilhamos alguns amigos em comum na área da música, em Viseu.

Bem, venho neste email oferecer-me, caso seja interessante para ti, para participar no teu podcast “A Ave Rara”. Acho sinceramente que poderia acrescentar algum valor para os teus ouvintes.

Deixa-me contar-te rapidamente a minha história:

Desde março de 2020, durante o primeiro confinamento, criei o projeto Escola de Guitarra Online. Nessa altura, abri uma primeira turma online com 14 alunos… hoje contamos com mais de 1000 alunos completamente online.

E acima de tudo, trazendo grandes mudanças na vida de muitas pessoas que se juntaram à comunidade.

Deixo aqui a página de testemunhos em vídeo que se encontra no site do projeto: testemunhos.escoladeguitarraonline.com

O meu caso, e a forma como ao período de confinamento em que fiquei sem qualquer rendimento, já surgiu em jornais regionais e nacionais.

Se for interessante para ti e para os teus ouvintes, gostaria muito de contar a minha história no teu podcast.

Aliás, na primeira semana de janeiro, entre os dias 3 e 9 de janeiro, vou lançar o Projeto Guitarra 2022… consiste num desafio de 7 dias de formação de guitarra totalmente gratuitos.

Caso algum dos teus ouvintes queira participar, aqui fica o link onde poderá fazer a inscrição: www.projetoguitarra2022.live

Um abraço,

[…]

A MINHA RESPOSTA

Xiii… até me arrepiei ao ler este teu email!

Fico tão feliz e orgulhoso pelo teu percurso e pela forma como te reinventaste num momento tão estranho como foi o primeiro confinamento associado ao COVID!

Parece que adivinhaste que eu estava prestes a agendar novas gravações do podcast “A Ave Rara…”.

Ainda esta semana, ou no máximo na próxima semana, vou organizar a minha agenda e começar a gravar os episódios que serão divulgados a partir do final de janeiro de 2022.

Serás um dos primeiros convidados! Tens disponibilidade para gravar durante a semana, no período da tarde?

Além de participares no podcast, autorizas-me a divulgar este teu email nas minhas cartas aos leitores mensais?

Grande abraço, continuação de muitos sucesso e até breve.

EMAIL 2

Bom dia Pedro,

Assisti ao teu webinário gratuito sobre a forma como investes em empresas cotadas na Bolsa.

Gostei bastante e vou subscrever o teu curso online sobre esse tema.

Durante a próxima semana faço isso, porque tenho de mudar o meu número de telemóvel no banco para poder confirmar a compra.

Na parte final do webinário, infelizmente tive de sair e não tive tempo de fazer umas perguntas, por isso vou fazer agora:

– Qual foi o momento e o que aconteceu que te fez mudar o chip, o que te fez deixar de te guiar pelas emoções, pela especulação e começar a ser racional, começar a ser um investidor de sucesso e a não vender (quando está toda a gente em pânico), para te tornares no investidor que és agora?

– Quando mudaste a tua mentalidade, tinhas empresas no teu portefólio que eram especulativas, que não valiam nada, e que estavas com 20%, 35%, 50%, de perdas. O que fizeste? Vendeste tudo, vendeste uma parte e ficaste com algumas???? Ou cortaste o mal pela raiz e vendeste o lixo todo, para um novo começo?

– Por exemplo, no caso da Apple, ela está acima do valor intrínseco, como tu disseste no webinário, e por isso não a compras, mas em 1 ou 2 anos o valor atual poderá corresponder a 20% ou 30% abaixo do valor intrínseco. Não consideras abrir posição em nenhuma empresa desta forma? É que poderás nunca a encontrar 20% abaixo do valor intrínseco (valor justo)?

Obrigado e continuação do excelente trabalho 

A MINHA RESPOSTA

[…], bom dia.

Aqui ficam as respostas às tuas questões:

Qual foi o momento e o que aconteceu que te fez mudar o chip, o que te fez deixar de te guiar pelas emoções, pela especulação e começar a ser racional, começar a ser um investidor de sucesso e a não vender (quando está toda a gente em pânico), para te tornares no investidor que és agora?

Já seguia o conteúdo gratuito do meu atual mentor (o Adam Khoo) há mais de 1 ano.

Identificava-me com o que ele dizia, achava que fazia todo o sentido, mas eu estava viciado na adrenalina de encontrar a próxima galdéria que multiplicasse o seu valor por 5 ou por 10x em pouco tempo.

Apesar de me estar a correr tudo muito mal, estava viciado nos canais financeiros sensacionalistas e não estava a conseguir libertar-me disso.

Quando ocorreu o crash em março de 2020, como toda a gente, vi o meu portefólio a encolher ainda mais. Em abril de 2020 o Adam Khoo lançou um vídeo a dizer que considerava que os mercados iam começar a subir brevemente. Não acreditei nele porque toda a gente estava a dizer exatamente o contrário.

No início de junho de 2020, já não me lembro que vídeo é que ele lançou no Youtube que me levou a dizer:

F***, tenho que aprender como é que este gajo investe de forma tão diferente da maioria…

Subscrevi o curso dele e a partir daí nunca mais segui as metodologias e as abordagens de mais ninguém.

Quando mudaste a tua mentalidade, tinhas empresas no teu portefólio que eram especulativas, que não valiam nada, e que estavas com 20%, 35%, 50%, de perdas. O que fizeste? Vendeste tudo, vendeste uma parte e ficaste com algumas???? Ou cortaste o mal pela raiz e vendeste o lixo todo, para um novo começo?

Vendi tudo, assumi as perdas e isso ficou como menos-valias declaradas na declaração de IRS. Se for fazendo “englobamento de rendimentos” nas declarações de IRS dos próximos anos (se verificar que isso me é vantajoso), essas menos-valias de 2020 irão “abatendo” nas mais-valias que eu tiver nesses 5 anos (com a venda de empresas cíclicas ou outras vendas de ações que opte por fazer nesse período).

Foi a melhor coisa que fiz… cortei o mal pela raiz, mantive-me focado e recuperei mais de 22600€ de perdas em apenas 7 meses e poucos dias!

Tive dias em que duvidei se tinha tomado a melhor decisão… mas agora, à distância, os resultados que obtive por causa dessa excelente decisão são o lembrete que me mantém focado.

Por exemplo, no caso da Apple, ela está acima do valor intrínseco, como tu disseste no webinário, e por isso não a compras, mas em 1 ou 2 anos o valor atual poderá corresponder a 20% ou 30% abaixo do valor intrínseco. Não consideras abrir posição em nenhuma empresa desta forma? É que poderás nunca a encontrar 20% abaixo do valor intrínseco (valor justo)?

Se os lucros da Apple continuarem a subir, o valor intrínseco de cada ação também irá continuar a seguir.

Eu pretendo abrir posição se os preços das ações estiverem mais de 20% abaixo do valor intrínseco dessa altura, mesmo que o valor intrínseco dessa altura seja $1000.

Percebes a ideia?

Eu quero comprar máquinas de fazer dinheiro sempre com mais de 20% de desconto, para ter uma grande margem de segurança. Esse desconto é muito difícil de apanhar em empresas defensivas como a Visa ou a Mastercard, mas isso não me interessa, quero mais de 20% de desconto e “mai nada”.

Se nunca apanhar uma das beldades que pretendo a mais de 20% de desconto, não compro ações dessa beldade. Haverá outras beldades que andarão pelas ruas da amargura e que estarão mortinhas por receber os meus miminhos!

Não persigo beldades, nem persigo os preços das beldades… elas têm que vir a correr, em câmara lenta tipo beldades da Bay Watch, até aos meus braços!

Um abraço.

EMAIL 3

Olá Pedro,

Bom dia!

Antes de mais, também estou feliz por poder ingressar no teu curso e no teu grupo exclusivo no Telegram.

Encontrei, por acaso, os teus vídeos quando estava freneticamente à procura de informação sobre como investir na bolsa… há mais ou menos 1 ano.

E porquê?

Em janeiro de 2020 iniciei-me nos investimentos na Bolsa e logo a seguir levei com a pancada do Covid-19 (em março).

Lá se foram os meus, na altura chamados, “investimentos”… perdas e mais perdas.

Depois, nos meses seguintes a bolsa recuperou enormemente… mas os meus investimentos continuavam cada vez mais no vermelho.

Posteriormente, em desespero, tentei recuperar o valor perdido fazendo trading (diário). Foi pior a emenda do que o soneto 🙁 

Tive de aprender… comecei a pensar por mim e a não me deixar guiar pelas opiniões que lia em chats públicos, comentários nas redes sociais, etc.

Os teus vídeos ensinaram-me e disciplinaram-me nesse aspeto… apesar de não ter acesso aos dados que tens no ficheiro excel que orienta os teus investimentos, comecei a fazer o meu e a analisar as empresas antes de investir.

E fiz uma promessa: quando regressasse ao verde, iria aproveitar para subscrever o teu curso. E lá consegui… consegui em janeiro de 2021, mas com uma margem muito pequena.

Agora a margem é bem maior… por isso aqui estou eu!

Obrigada por tudo.

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Muito obrigado pelo feedback… cometeste exatamente os meus erros que eu cometi quando comecei a investir em empresas cotadas na Bolsa!

E estás de parabéns por teres conseguido renascer das cinzas e por teres decidido que nunca mais te vais desviar da estratégia que eu também adotei: investir apenas em empresas com excelentes fundamentos e com foco no médio/longo prazo.

Sempre que tiveres alguma dúvida, não hesites em colocá-la no chat do Telegram… vais adorar a comunidade de investidores (e de excelentes seres humanos) que integra o nosso grupo privado (e exclusivo) no Telegram.

Bjs e até já.

EMAIL 4

Pedro,

Conheci-te através do Tiktok! Entrei na tua página e fui ver todos, ou quase todos, os vídeos.

Tu simplificas as coisas e principalmente consegues gerir as emoções e seguir o plano que defines. Fantástico.

Sempre gostei de finanças e de economia, apesar de não trabalhar em nada relacionado com essa área.

Invisto desde outubro de 2019 e tudo o que sabia nessa altura tinha aprendido a ler e ver vídeos na internet.

Confesso que até agora a minha rentabilidade é praticamente ZERO.

Olho para ti e encontro um modelo a seguir. Segues poucas empresas e tens um plano bem delineado e que respeitas à risca.

O meu objetivo é ir “caminhando” para ser um investidor como tu, e até aprender a ser um empreendedor, mas nunca tive aquela “ideia brilhante” que conseguisse transformar num negócio.

Obrigado por tudo o que fazes e continuação de bom trabalho.

A MINHA RESPOSTA

Que top!

Muito obrigado pelo feedback e pelo apoio!

É muito importante definirmos a estratégia e sermos disciplinados para a seguir e ir afinando ao longo do tempo.

Relativamente à área do empreendedorismo, também nunca tive “aquela ideia”… fui fazendo pequenas coisas, fui explorando, ouvindo o feedback, afinando… algumas das ideias que implementei seguiram caminhos muito interessantes e acabaram por se transformar em negócios.

Se quiseres perceber melhor como tenho transformado pequenas ideias em negócios (alguns falhados e outros muito bem sucedidos!), sugiro que leias os meus 2 livros autobiográfios “A Ave Rara”.

Sugiro que ouças igualmente o meu podcast “A Ave Rara” (partilho um episódio novo todas as segundas-feiras).

Grande abraço, mantém-te focado e sem qualquer emoção em relação ao dinheiro que decides investir em excelentes empresas a longo prazo! 😉

EMAIL 5

Boa noite Pedro,

desculpa estar a chatear-te a estas horas, mas estou aqui a tentar converter uma pessoa que não acredita na Bolsa para investir.

Tens algum vídeo teu onde expliques porque acreditas nos investimentos em empresas cotadas na Bolsa face a ter o dinheiro parado no banco.

Abraço

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

A melhor forma de convencer alguém de que isso é interessante é deixá-lo durante 10 anos com o dinheiro parado no banco enquanto tu investes as tuas poupanças na Bolsa.

Daqui a 10 anos, esse teu amigo vai querer investir em excelentes empresas cotadas na Bolsa.

Além disso, os investimentos em excelentes empresas, a longo prazo, requerem uma mentalidade e uma gestão de emoções muito própria.

Se o teu amigo visse o dinheiro a “encolher” porque investiu na Alibaba, achas que ele venderia todas as ações da empresa para evitar perder as suas poupanças (e assim assumia, de facto, as perdas) ou achas que ele estaria confortável em aguardar que essa beldade voltasse a ter os preços das ações a serem negociados a valores que se enquadrem com a faturação e os lucros da empresa?

Esquece isso… eu não conseguiria ensinar os meus pais a gerir as emoções se eles tivessem as suas poupanças investidas em empresas cotadas na Bolsa.

Estão demasiado formatados para manter as poupanças quietinhas naquilo que eles consideram “seguro” e não entendem muito bem como é que o dinheiro que têm atualmente comprará muito menos coisas no futuro… e por isso é que desvaloriza.

Fala com o teu amigo sobre outras beldades, não te chateies a falar sobre os teus investimentos.

Se ele mostrar interesse em saber como fazes, fala sobre isso… caso contrário, sugiro que não toques no assunto, porque vais parecer um maluquinho a tentar vender a banha da cobra ou a aliciar o teu amigo a entrar numa espécie de esquema em pirâmide.

Sê feliz, de boca calada… 😂

Grande abraço.

EMAIL 6

Olá Pedro,

Nunca tinha percebido muito bem o investimento em certas empresas que estão cotadas na Bolsa cujo crescimento anual não é significativo há vários anos, mesmo sendo das maiores do mercado, como por exemplo a Coca-Cola.

Está relacionado com os pagamentos dos dividendos, certo?

Tem quem invista apenas com o intuito de receber dividendos?

Abraço.

A MINHA RESPOSTA

Olá […]

Sim, há quem invista na Coca-Cola e não esteja interessado na valorização das ações ao longo do tempo.

De facto, a Coca-Cola é uma empresa madura com taxas de crescimento muito reduzidas e por isso há quem invista na empresa apenas para receber dividendos.

Eu tenho um portefólio de REITs listados em Singapura apenas com o objetivo de receber dividendos. Esse portefólio representa quase 20% dos meus investimentos. Os restantes 80% do meu portefólio estão investidos em empresas com o objetivo de obter valorização do preço das ações ao longo do tempo.

São estratégias diferentes e que muitas vezes podem ser complementares.

Abraço.

login

Faça login para aceder à sua conta.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador.

Queres aprender a investir na Bolsa?

Preenche os dados seguintes para receberes os meus emails sobre esse assunto.