fbpx
cartas aos leitores dezembro 2020

O mundo não está perdido, viver sem filhos, está tudo nos livros, a repetição do webinar, documentar em vídeo e… como surgem os meus negócios! (carta de dezembro de 2020)

O mês passado foi incrível…

Eu e os alunos do meu curso online “Investir na Bolsa” comprámos ações de excelentes empresas muito abaixo do seu valor intrínseco e a partir do meio do mês vimos o nosso dinheiro a crescer a um ritmo muito acelerado.

Durante o mês que passou decidi que estava na hora de investir no meu cabelo… fiz transplantes capilares… algo que já andava a pensar fazer há vários anos! Apesar de ter o cabelo comprido, já tinha várias falhas que mais tarde ou mais cedo me iriam obrigar a rapar o cabelo. Fui a uma consulta na clínica Saúde Viável e no dia seguinte, às 8 e meia da manhã, fiz a cirurgia.

Foi um mês em que recebi vários e-mails muito interessantes, mas gostaria de destacar estes 6 por serem os que mais me despertaram a atenção!

Espero que gostes…

EMAIL 1

Olá Pedro,

Antes de mais, quero dar-te os parabéns pela inspiração que os teus conteúdos têm trazido aos meus dias.

Quero que saibas que foste a única pessoa que me impediu de enlouquecer durante este período tão conturbado em que vivemos.

Por causa do podcast “Conversas Despreocupadas” tenho refletido muito sobre algumas ideias que talvez aches ridículas:

– o mundo estará perdido?

– qual será o nosso futuro neste planeta?

– como pôr de lado o medo constante do que aí vem?

Talvez aches este e-mail completamente ridículo, mas já estou por tudo… gostaria de saber qual é o teu segredo… como consegues manter tanta positividade, transmitir tanta alegria e confiança no que o futuro nos reserva?

Já percebi pelos episódios do podcast que não lês revistas, nem jornais generalistas, não vês os telejornais. Mas fico ainda mais confuso por causa disso porque acabo por não conseguir perceber como é que te mantens informado sobre o que está a acontecer no mundo e que pode influenciar a tua vida.

Vê o que está a acontecer na política, na saúde, na forma como os negócios funcionam, etc… não podemos ignorar simplesmente o que se está a passar à nossa volta, certo?

Aguardo ansiosamente pela tua resposta.

Abraço.

A MINHA RESPOSTA

Olá […], bom dia.

Este é provavelmente um dos melhores e-mails que recebi até hoje.

Sabes, tal como explico no livro “A Ave Rara II… do caos e das dívidas a um estilo de vida livre!“, há vários anos que tenho vindo a afinar a implementação da “ignorância seletiva” na minha vida, relativamente à informação que consumo, às pessoas com quem estou regularmente, aos projetos que decido abraçar e que decido recusar, etc… tudo isso ajudou-me a aprender a controlar os meus pensamentos em relação a tudo e a todos os que me rodeiam.

Ter-me conseguido libertar da matriz intrincada onde a maior parte das pessoas vive presa, por causa das notícias de m**** que todos os dias são divulgadas, é uma das coisas que mais me orgulho… e foi algo que transformou completamente a forma como vivo e desfruto dos meus dias.

Como só me exponho a informação que melhora a minha vida, e a vida das pessoas que se identificam com o que eu faço, não sofro com o tão anunciado “fim do mundo” nem com as escolhas políticas que originam tantas notícias que só servem para distrair as pessoas do seu verdadeiro propósito: ser feliz e partilhar essa felicidade com quem amam.

Tu que tens acompanhado o meu trabalho de perto, já te apercebeste da quantidade de coisas espetaculares que fiz acontecer na minha vida durante este ano? Posso afirmar que, até ao momento, foi o melhor ano da minha vida… o ano em que fui mais feliz, fiz mais pessoas felizes e o ano em que os meus negócios mais cresceram (e não vendemos máscaras, nem luvas, nem álcool!).

Achas que poderia estar a dizer isto se tivesse passado o ano inteiro atento às notícias, a sofrer de ansiedade com o que aí vem (no futuro) ou a desejar que tudo voltasse a ser como era antes?

Penso nestes assuntos muitas vezes e quanto mais seletiva se torna a minha ignorância, em relação a determinados assuntos e a determinadas pessoas, melhor tem sido a minha vida!

Se tens mente aberta e estás a querer abraçar uma vida rica em abundância, positividade e proatividade, vais gostar de ouvir o episódio n.º 659 do podcast “The James Altucher show”: An Abundance Mindset to Find Success in the New Abnormal with Peter Diamandis.

Com a informação que eles partilham nesse episódio vais perceber porque é que eu me mantenho sempre tão distante do negativismo instalado e tão confiante nas próximas décadas… e vais perceber porque é que eu estou sempre a dizer que vou viver até aos 127 anos (pelo menos!). 😊

Nem te vou dizer mais nada… ouve o episódio (saltando a parte inicial com os patrocínios) e mais tarde poderemos trocar mais algumas ideias!

Até breve.

EMAIL 2

Olá Pedro e Francisco, 

Como estão?

Acabei de ouvir o episódio n.º 47 do podcast e está muito bom. Gosto da vossa energia. 

Só para dizer que me identifico com muitas coisas sobre as quais falaram, inclusive a parte dos filhos.

Pois é… Nunca tive a ambição de ter filhos, nem eu nem o meu namorado. E sei bem o que é lidar com as opiniões dos familiares, amigos, gente alheia. Dizem-me sempre algo deste género:

– Não estás a fazer o normal nesta vida…

Pois, a verdade é que eu também não pretendo ser, nem fazer, o que é normal. ahahaha! Mas às vezes é difícil, principalmente sendo mulher.

Atualmente já lido muito bem com isso. Esta semana tive de segunda a sexta-feira a tomar conta do meu sobrinho de 2 anos e, se eu ainda tivesse escondido algum pingo de dúvida sobre este assunto, ficou tudo esclarecido!

Uma das tomadas de consciência que tenho vindo a fazer também está relacionada com essa crença/ideia de “queixar da vida”.

Atualmente não gosto nada de ouvir pessoas queixarem-se. É verdade!

Temos que fazer pelo que queremos obter. Às vezes, a vida dá outras voltas, mas a forma como reagimos em relação a isso conta muito.

Sempre vivi com esta crença em redor da minha família/meus pais e é difícil deixar cair, mas, em conversas que tive com a minha coach (pois é, eu esqueci-me de dizer que tive algumas sessões com uma coach durante a fase de transição em que decidi largar o meu trabalho anterior) percebi que sempre fui uma pessoa “fora da caixa” no contexto da minha família, principalmente. Sempre me senti a “fora da caixa”. Digamos que me emancipei, talvez possa dizê-lo assim. E agora, lá estou eu outra vez a fazer isso, a sair da caixa! A não querer e a não ver sentido em ter um trabalho de segunda a sexta, das 9h às 17h. Em fazer o dito normal. Em mim, isso não encaixa muito bem.

Outra coisa, tal como tinha planeado, esta semana já tratei de fazer uma newsletter. Em dois dias de divulgação no Instagram consegui os primeiros 16 subscritores, o que me deixou muito feliz.

Já vi que um dos subscritores é o Pedro. Obrigada!

Irei enviar a primeira newsletter nos próximos dias. Terei muita coisa a aprimorar, é certo, mas o primeiro passo está dado e fiquei muito contente com esta concretização. Tenho certeza que isto vai fluir muito bem!

Beijinhos

Bom fim de semana!

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Muito obrigado pela partilha.

Depois de uma semana a tomares conta do teu sobrinho, e depois de ouvires esse episódio do podcast, lá se vão os pequenotes que a tua família e amigos tanto desejaram! Eh eh eh… 😊

Muita gente pensa da mesma forma mas não tem coragem de o verbalizar, ou de o assumir, perante a família ou perante a sua “cara-metade”! Eu também passei por isso… tenho duas enteadas e há quase 13 anos que os amigos me dizem que já está na hora de eu e a minha namorada termos um filho nosso. Apesar das minhas enteadas não serem minhas filhas, vivem comigo há 13 anos e por isso já me ajudaram a perceber que não seria nada boa ideia começar todo o processo outra vez, agora que elas estão quase prontas para se casarem e deixarem a mãe só para mim! Eh eh eh… 😊

Sabes, conheço um casal de 87 anos, que frequenta diariamente o mesmo ginásio que eu, que nunca quiseram ter filhos. São incríveis! Andam de mão dada a toda a hora, ele pratica vários exercício no ginásio e ela pratica tudo e mais alguma coisa: ginásio, pilates, consegue nadar 60 piscinas, etc… e olha que a piscina do ginásio que eu frequento é uma piscina olímpica (com 50 metros de extensão)!

Temos que parar de uma vez por todas de viver a vida que os outros querem para nós e assumir o controlo daquilo que realmente pretendemos fazer neste mundo. Se não queremos casar, não casamos… se não queremos filhos, não temos… se queremos viver em casas alugadas o resto da vida, vivemos. Não temos que ser, ou fazer, aquilo que os outros são ou fazem… até porque a maior parte dos “outros” têm vidas completamente miseráveis e frustrantes… e ainda não tiveram coragem de dar um murro na mesa e recomeçar tudo de forma diferente.

Fiquei muito feliz quando vi que lançaste a possibilidade de subscrevermos uma newsletter relativa ao teu novo projeto porque considero que isso é uma das ferramentas mais poderosas para ires mantendo contacto com quem gosta do teu trabalho.

Desejo-te muito sucesso e vou ficar atento os teus próximos passos.

Sempre que necessitares da nossa ajuda, já sabes que podes escrever-nos.

Bjs

EMAIL 3

Olá Pedro, 

Espero que esteja tudo bem contigo! 

Foi muito bom ouvir-te e, finalmente, conhecer-te pessoalmente após estes anos em que tenho vindo a seguir o teu percurso e a utilizar parte do teu conhecimento no meu dia-a-dia. 

Fizeste o meu dia naquele evento presencial e ri-me mesmo muito com a tua apresentação! Tens um “je ne cest quoi” de entertainer! (eheh) 

Gostava de ter ficado mais um pouco a conversar e a trocar pontos de vista contigo.

Quero muito lançar o meu negócio por conta própria, mas existem dias em que a motivação oscila e questiono-me se faz sentido trocar o certo pelo incerto.

Atualmente trabalho numa empresa, mas sinto que face ao meu panorama de vida atual preciso de trilhar um novo caminho profissional. Depois de te ter ouvido ontem fiquei ainda mais certo disso! 

Tenho 2 objetivos para cumprir até ao final deste ano ou início de 2021. O primeiro será começar a investir na Bolsa a longo prazo e o segundo passa por lançar as bases do meu primeiro negócio.

Sou […] certificado e juntamente com a minha companheira de viagem, que já tem o seu negócio de […], e que também é […] como eu e já tem alguns clientes, a minha ideia seria ampliar a carteira de clientes que já temos.

Fiquei mesmo muito curioso com o teu percurso e com a forma como conseguiste empreender e lançar-te em áreas tão diferentes, mas que se complementam. 

Ia fazer-te algumas questões sobre como arregaçaste as mangas e partiste à luta no teu negócio, mas depois comecei a ouvir o teu podcast “Conversas Despreocupadas” e tenho a dizer-te que estou a achar incrível todas as experiências e partilhas que tenho vindo a ouvir!! E as questões foram-se! Agora só necessito de começar a projetar a sério! 

Mais uma vez, parabéns pelos teus conteúdos!

Certamente vou continuar a acompanhar com ainda mais interesse! 

Um forte abraço, 

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Muito obrigado por este feedback tão espetacular! Também adorei trocar ideias contigo presencialmente.

Depois de ouvires todos os episódios do podcast e de leres os dois livros “A Ave Rara…” vais ficar a saber tudo sobre o que fiz e como fiz! 😊

Espero que as minhas partilhas te possam continuar a inspirar para que no final de 2021 possas ser nosso convidado no podcast e possas partilhar a tua aventura…

Grande abraço e vamos mantendo o contacto.

EMAIL 4

Pedro,

Assisti a quase 20 minutos do teu webinar “… de empregado frustrado a criador do seu próprio emprego!”, mas tive que sair mais cedo para ir buscar o meu filho à escola.

Existe alguma forma de eu poder ver o vídeo do evento ou não foi gravado?

Obrigada pela atenção.

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Achavas mesmo que eu fazia um evento desses, em direto, e não o gravava? 😊

Aqui fica o vídeo completo desse evento.

Espero que gostes…

Bjs e até breve.

EMAIL 5

Olá Pedro e Francisco,

Apenas para vos dizer que, depois de ouvir o episódio n.º 50 do podcast, comecei a gravar tudinho em vídeo… as minhas ilustrações, claro!!! 😅😂

Muito obrigado pela vossa companhia ao longo destes últimos tempos.

Boa Semana e Bom Trabalho.

[…]

A MINHA RESPOSTA

Que top!

Aproveito para te mostrar algo que o Tim Ferriss fez para mostrar vídeos (ao seu tutor) das ilustrações que fazia:

https://www.instagram.com/p/B_pqw2sH8pk/

É algo muito “artesanal” mas que lhe permite colocar o telemóvel a gravar por cima do acrílico para ter um registo em vídeo de todo o processo de desenho.

Aproveito para te dizer que comecei a aprender a desenhar no domingo passado… e estou a adorar. Só aprendi a nadar aos 40 anos e por isso aos 42 anos achei que estava mais do que na altura de aprender a desenhar!

Em breve quero partilhar a minha evolução a nível de desenho e pretendo gravar tudo com o telemóvel, usando o método “artesanal” do Tim Ferriss. 😊

Grande abraço e votos de muito sucesso.

EMAIL 6

Pedro,

Admiro muito o teu trabalho e sou viciada em todo o conteúdo que partilhas diariamente.

Gostava de saber como é que decides quando está na hora de lançar um novo produto na tua loja online ou um novo curso online no teu site.

Reparei que nos últimos anos tens lançado, com sucesso, uma série de produtos e cursos online e que estás sempre a ser bem-sucedido.

Como é que identificas qual o produto que vai ser um sucesso? Além disso, como decides o tipo de produto que pretendes lançar?

Espero que estas perguntas não sejam demasiado vagas.

Um beijo. 

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Fico feliz por saber que és viciada nas partilhas que faço diariamente. Faço-as exatamente para inspirar outras pessoas a criarem as suas próprias fontes de rendimento para que possam complementar o seu ordenado ou para que possam criar um negócio que se torne escalável.

Em relação às tuas perguntas, confesso que não tenho um método que me permita identificar qual é o próximo grande produto ou curso online que pretendo lançar.

Experimento fazer muitas coisas para resolver os meus problemas diários… estudo muito, todos os dias, para aprender a resolver os desafios a que me proponho e mais tarde, acabo por transformar esse conhecimento em cursos online para ajudar outras pessoas que estejam a passar pelos mesmos desafios.

Todas as coisas novas que crio derivam de alguma coisa que fiz anteriormente e que foi bem-sucedida… mas posso dizer-te que a maior parte das coisas que faço, servem-me apenas como experiência e aprendizagem, não se transformam em negócios. 😊

Contudo, às vezes faço alguma coisa que se torna em algo que as pessoas me começam a pedir para repetir, ou me pedem cada vez mais informações e é através do feedback que recebo que vou identificando onde poderão estar as próximas oportunidades que potencialmente se poderão transformar em negócios.

Por exemplo, em novembro de 2014 realizei um evento de 3 horas chamado “Como conseguir emprego em 30 dias”. Podes ver aqui como nasceu essa ideia…

O evento foi um sucesso tão grande que pouco depois de partilhar algumas fotos nas redes sociais comecei a receber convites para replicar esse evento em vários pontos do país. Desde essa altura, vê a quantidade de eventos que já realizei: www.emprego30dias.com/eventos-ja-realizados.

Percebi que era uma oportunidade e por isso decidi transformar esses eventos numa fonte de rendimento.

Depois, os participantes de alguns eventos começaram a dizer-me que gostariam que eu escrevesse um manual com todo o processo que tinha apresentado no evento. Escrevi o livro “Como conseguir emprego em 30 dias“. Aproveitar para o lançar no formato de papel, ebook e audiolivro, fazendo com que o mesmo produto pudesse existir no mercado em 3 formatos diferentes!

Além disso, no capítulo 20 desse livro falo na importância de elaborarmos o currículo num modelo esteticamente atrativo. Experimentei criar modelos de currículos editáveis em Word e coloquei-os à venda na mesma loja online que criei para vender o livro.

Mais tarde, comecei a gravar vídeos sobre os temas que partilhava nesse livro e acabei por transformar todo o conteúdo que partilho no livro, e nos eventos presenciais, num curso online com o mesmo nome.

Estás a perceber a ideia? A partir de um único evento que foi bem-sucedido, fui definindo calmamente os passos seguintes. Fui experimentando e fui analisando o feedback que recebia das pessoas que seguiam o meu trabalho.

Por causa de tudo o que fui criando, comecei a receber convites para participar em eventos online, num podcast, etc… gostei tanto da experiência de participar num podcast que decidi aceitar o desafio do Francisco Teixeira para criar um podcast, com ele, chamado “Conversas Despreocupadas“.

Aprendi tanto sobre podcasts que em poucos meses lancei o curso onlineComo criar um podcast“. 😊

Uma vez mais, comecei a receber e-mails e mensagens através das redes sociais a dizer-me que seria interessante estruturar, num novo livro, a minha forma de fazer as coisas. Escrevi, escrevi, escrevi… e em 2020 lancei os dois livros “A Ave Rara…”.

Recentemente, decidi mandar fabricar uma edição muito limitada de canecas personalizadas com o símbolo “A Ave Rara…” e com algumas citações dos livros. Essas canecas serviriam apenas para eu usar durante as gravações dos episódios do podcast (em áudio e em vídeo), mas quando as partilhei nas redes sociais tive mais uma agradável surpresa… as pessoas que seguiam o meu trabalho também queriam ter uma caneca daquelas! 😊

Vê este pequeno vídeo que partilhei nas redes sociais.

Reproduzir vídeo

Como essas canecas eram muito personalizadas, em termos de acabamentos, gravação a laser, e tinham sido fabricadas em número muito limitado, tinham-me saído relativamente caras por unidade… apercebi-me que teria que vender cada caneca pela menos a 20€ para cobrir os custos de fabricação, os portes de envio, o IVA e ainda conseguir uma margem de lucro para mim.

Não queria produzir 2500 canecas, para conseguir obter produções com baixo custo unitário e arriscar-me a ficar com um grande stock de canecas por vender.

Não queria procurar um fornecedor barato que colasse um autocolante nas canecas em vez de fazer gravações a laser. Essa caneca nunca poderia ir ao microondas nem à máquina de lavar porque as letras sairiam na primeira lavagem! 😊

Não queria adbicar do acabamento preto mate (sem brilho) do exterior e do amarelo brilhante no interior…

… mas também não queria desiludir quem gosta do meu trabalho e pretende ter uma dessas canecas de edição limitada.

Vender a caneca isoladamente parecia estar fora de questão, porque ninguém se mostrou disponível para pagar 20€ por cada caneca.

Precisava de diluir os custos com o envio da caneca porque gosto de apresentar o preço final dos meus produtos já com IVA e com portes de envio incluídos… e foi aí que me lembrei de juntar essa caneca num pack que inclui os dois livros “A Ave Rara…”. Lembrei-me disso porque foi exatamente uma das soluções que apresentei aos convidados do episódio n.º 51 do meu podcast, para viabilizar um dos produtos que queriam colocar na sua loja online.

Como os meus livros foram lançados por mim, em edição de autor, sem recorrer a uma editora nem a um distribuidor, processo que mais tarde também transformei num curso online, as margens de lucro que tenho em cada livro são elevadas e acabaram por me permitir fazer o que acabei por decidir fazer: oferecer a caneca juntamente com a compra dos dois livros “A Ave Rara…”. Como é uma oferta, o preço total desse pack tem IVA reduzido (6%), porque fica apenas com o IVA associado aos livros. Se cobrasse algum dinheiro pela caneca, teria que incluir 23% de IVA e não apenas os 6% de IVA associados aos livros.

Reduzindo a parcela do IVA, diluindo os custos de envio, ao enviar uma caixa com dois livros e uma caneca, consegui viabilizar o lançamento dessa caneca como mais um produto disponível na minha loja online. É verdade que passo a ter uma margem de lucro mais pequena na venda de cada um desses livros… mas vendo dois livros de cada vez, em vez de vender apenas um… e quem adquire esse pack com os 2 livros e a caneca exclusiva fica ainda mais feliz porque não paga mais por isso. Toda a gente fica a ganhar!

Obviamente que este pack está limitado ao stock de canecas existente, uma vez que não estão à venda em mais lado nenhum para além da minha loja online NOTULA store. Quando este lote de canecas acabar, já decidi que vou mandar fabricar a 2ª edição, a 3ª edição, com novos excertos dos livros e sempre com um número limitado de exemplares e com a respetiva numeração gravada nessa caneca!

Bem… esta resposta já vai longa! 😊

Percebes como é que olhei para todas estas situações como oportunidades e procurei soluções para as implementar como negócios escaláveis?

Olhando para trás, tudo encaixa na perfeição. Até pode parecer que acertei em tudo à primeira tentativa, mas isso está muito longe de ser verdade!

Tem sido o experimentalismo que me tem ajudado a identificar as próximas grandes oportunidades. Invisto muito na autoaprendizagem e rejo a minha vida pela máxima que tantas vezes é partilhada nas redes sociais:

Umas vezes ganhas, outras vezes aprendes!

Espero ter ajudado.

Bjs

login

Faça login para aceder à sua conta.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador.

Queres aprender a investir na Bolsa?

Preenche os dados seguintes para receberes os meus emails sobre esse assunto.