fbpx
carta aos leitores - novembro 2021

A procura da voz interior, o conteúdo em modelo de subscrição e as poupanças que ele perdeu nas apostas… (carta de novembro de 2021)

No mês passado recebi (e respondi) a mais umas dezenas de e-mails e testemunhos… gostaria de destacar estes 5 por serem os que mais me despertaram a atenção!

Espero que gostes…

EMAIL 1

Pedro,

Esse tema da dívida com os outros é um assunto que a mim sempre me incomodou.

Já há muito tempo que evito, ou tento evitar, alguns compromissos com outras pessoas que possam resultar em obrigações para mim.

Eu procuro, sempre que posso, fugir de situações onde vou sentir amarrada. E provavelmente foi este sentimento que muitas vezes me impediu de fazer algumas coisas.

Eu sigo o podcast “conversas preocupadas” quase desde o início… acho que quando encontrei o podcast estariam no 5º ou 6º episódio, e desde então tenho acompanhado sempre… não só o podcast mas também o teu percurso até hoje.

Eu continuo e continuarei a seguir-te porque me identifico com a grande maioria das coisas que tu dizes o que tu fazes. E vou ser muito sincera contigo, quando decidiram mudar o podcast “conversas de preocupadas” que era um podcast mensal (ou quinzenal se não estou em erro) para um podcast semanal, eu pensei para os meus botões:

– isto nem parece do Pedro (passar a ter esta obrigação semanalmente)…

Eu não o faria porque não quereria estar a comprometer-me com algo todas as semanas que não sei se me apetecia fazer ou não, independentemente se o podcast é gravado semanalmente ou se são gravados vários episódios ao mesmo tempo numa determinada semana. 

Outra altura que eu “torci o nariz”  e pensei para mim “Eu não fazia isto e acho que não vai muito de encontro à maneira de estar do Pedro, se é assim que se pode chamar, foi quando começaste no TikTok a fazer lives todos os dias, ou muitos dias por semana.

Em relação ao podcast “conversas despreocupadas”, tenho muita pena que termine mas pelo que percebi vais continuar com o podcast no outro formato. No entanto, quero aproveitar para deixar aqui o desafio de não acabarem com o podcast “conversas preocupadas” mas voltarem ao formato anterior de ser apenas uma vez por mês, ou com outra periodicidade qualquer… ou até só quando te apetecer a ti e ao Francisco.

Eu, assim como tu, pelo que percebo, também gosto de fazer tudo o que puder de uma só vez para depois poder estar descansada e não me preocupar que todas as semanas, ou todos os dias, ou todos os meses, tenho aquela obrigação de fazer.

Eu gosto de pegar em projetos, e pegar em coisas, e fazê-las todas de uma vez e deixar pronto para poder estar não sei quanto tempo sem me preocupar com isso e poder dedicar-me a outras coisas.

Depender de outras pessoas para fazer alguma coisa, para mim faz-me muita comichão mesmo por essa questão dos horários e de ter que depender da disponibilidade de outras pessoas… e eu sei que isto é péssimo por exemplo para delegar tarefas. Ainda é uma falha que eu tenho… muito grande.

No episódio 3 do podcast “A Ave Rara…” tu falas na palavra “frete”. Ora aí está a palavra que eu penso muito e muitas vezes quando tenho que me sentar para fazer alguma coisa, é esse o sentimento que tenho, de que estou a fazer um frete… não me apetece fazer determinada tarefa e quando eu tenho este sentimento, é horrível porque não é assim que eu quero fazer, não é assim que eu quero sentir e não é assim que eu quero viver (mas, também não vou cortar os pulsos por causa disso) e começo a ficar insatisfeita, a não querer fazer determinadas coisas, a querer deixar de lado… e isto é horrível porque parece que nunca estou no caminho certo.

Eu comecei há um ano e meio a criar […] e o formato como ele é desenvolvido é uma coisa que já me começa a incomodar e existem determinados aspetos que me chateiam e que eu sinto que já não quero fazer aquele “frete”.

Coincidentemente foi também no mês de setembro (este mês deve ser aquele mês em que abrimos os olhos, em que as coisas que nos começam a incomodar) que eu cheguei à conclusão que não quero continuar a fazê-lo no formato que estou a fazer. Tenho que mudar e alterar a forma de desenvolver este meu projeto dos […].

E a minha grande dúvida é:

– será que não fui feita para isto?

– será que eu não tenho perfil de empreendedor, por exemplo, ou será que é apenas uma questão relacionada com o formato em que eu estou a fazer isto que não me satisfaz? É que este é um dos caminhos que eu quero seguir!

Por exemplo, uma das primeiras coisas que me ensinaram quando comecei a publicar nas redes sociais… toda a gente me dizia:

– ai, tens que criar uma página no Facebook, tens que a criar para o teu negócio…

– tens que criar uma página no Instagram

– tens que melhorar o teu LinkedIn

-… e tens que publicar, publicar, publicar, tens que ser consistente e tens que publicar regularmente.

E isso vai contra a minha natureza… e quando me disseram para fazer isso (foram várias pessoas) eu só pensava:

– mas não me apetece ter que estar a publicar todos os dias, ou dia sim dia não…

Eu não quero ter a obrigação de ter que fazer uma coisa que pode não me apetecer fazer. O que eu tenho feito ultimamente é sentar-me um dia e criar não sei quantas publicações. Agendo-as e elas que saiam automaticamente.

E só volto a publicar mais alguma coisa quando me apetecer sentar e criar mais conteúdo… lá se vai a consistência e a regularidade na presença nas redes sociais, certo?

Tu pediste feedback em relação ao formato deste episódio 3 do podcast “A Ave Rara…”, aqui vai: em relação à duração do podcast, para mim eu tanto gosto  assim (podcast de 30 minutos) como um podcast de 3 horas. Se o conteúdo me interessa, tanto faz se é de 30 minutos, 1 hora ou 3 horas.

Em relação a ser um modelo de episódios só contigo a falar ou com convidados, mais uma vez é-me indiferente… eu gosto dos dois tipos de formato, desde que o conteúdo para mim faça sentido e seja interessante, portanto podes continuar a fazer episódios do podcast sozinho ou podes continuar a juntar convidados, é conforme te apetecer. 

Quero agradecer-te  muito por este episódio n. 3 porque fez-me sentir que eu não sou uma ave rara, aqui sozinha, a achar que estou maluca e diferente das outras pessoas.

E neste momento estou meio parada, sem saber muito bem que caminho seguir… a ver se consigo perceber o que é que a minha voz interior tem a dizer de tudo isto.

Já agora, também paraste com o envio de emails avisar quando tens um podcast novo ou um vídeo novo? Não tenho recebido…

Um abraço.

[…]

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

O meu amigo Ricardo Matias já me tinha dito para eu gravar algumas reflexões sobre as decisões que tenho tomado na minha vida profissional… não lhe dei ouvidos durante algum, mas decidi aproveitar as grandes alterações que fiz em setembro de 2021 para “conversar” para a câmara imaginando que do outro lado poderia estar alguém a passar exatamente pelas mesmas “dúvidas existenciais”! 😉

Quando não tenho vontade de fazer, sou um chato do caraças… as pessoas vão-me dizendo que poderia experimentar isto ou aquilo e eu não lhes ligo nenhuma… um dia, apetece-me fazer e faço tudo seguido como se não houvesse amanhã.

De facto, nas primeiras 2 semanas de agosto fiz 4 lives por semana no TikTok… adorei cada momento e gravei mais de 20 horas em vídeo para o Alexandre fatiar em pequenos vídeos… tenho material para divulgar nas redes sociais nos próximos 24 meses, mesmo que não me apeteça fazer mais nada! Eh eh eh… 😊

Durante 4 semanas não me apeteceu fazer mais nenhuma live, não fiz! Mas mesmo assim, saíram vídeos todos os dias nas redes sociais e no meu canal Youtube!

No curso online “Investir na Bolsa”, como já deves ter percebido, não abro turmas, não tenho regularidade definida para fazer lives, etc… quando me apetece, faço, quando não me apetece, não tenho que fazer.

Vi-me envolvido em vários projetos que me estavam a prender e que não me estavam a permitir fazer as coisas só quando me apetece. E por isso é que decidi que tinha de saltar fora desses projetos.

Em apenas 2 semanas já gravei 14 episódios do podcast “A Ave Rara” e por isso já tenho 14 semanas de conteúdo em avanço! E a maior parte desses episódios são longos e com convidados.

Nos projetos em que estou envolvido gosto de funcionar a 700% ou a ZERO. Para funcionar a 700% tenho de fazer tudo em bloco e em tardes consecutivas. Depois, agendo tudo para ser lançado automaticamente e dedico-me a estudar e a trabalhar noutro projeto qualquer. É uma forma de trabalhar que não se ajusta ao estilo e à agenda de toda a gente e por isso é que há projetos onde prefiro estar sozinho… para poder dar o ritmo que pretendo ao projeto.

Em relação aos meus emails diários, apesar de ter delegado o seu agendamento num elemento da minha equipa, decidi parar… nas redes sociais continuam a sair vídeos diariamente (fatiados pelo Alexandre a partir de lives que fiz no passado, ou de conversas que tive no podcast), mas os emails talvez passem a sair apenas 1 vez por semana. Ainda vou pensar melhor sobre isso!

Adorei receber este teu feedback bíblico e gostaria de te convidar para gravarmos uma conversa crua sobre estas dúvidas existenciais. Seria uma conversa brutal entre duas aves raras que não se conformam com nada, mesmo quando está tudo a correr às mil maravilhas.

Aceitas do desafio e marcamos uma data para a gravação?

Bjs e continua a ser uma ave rara… a lutar para não entrar em extinção! 😉

PATROCINADOR

As “Cartas ao leitor” são patrocinadas pela StreamYard, a plataforma de vídeo que utilizo para fazer diretos com os membros do meu curso online “Investir na Bolsa”, para fazer gravações de ecrã enquanto explico o que estou a fazer e para gravar os vídeos dos episódios do podcast “A Ave Rara…” (com ou sem convidados!).

A versão gratuita funciona às mil maravilhas, mas eu não gosto de ver o logótipo alheio no canto superior direito dos meus vídeos.

Além disso, optei por subscrever a versão paga porque me permite gravar os vídeos em qualidade HD, com 1080 de resolução.

Se decidires experimentar a versão gratuita para gravar os teus vídeos e partilhar nas redes sociais, podes aceder diretamente aqui: https://streamyard.com

Se pretendes gravar vídeos muito mais profissionais para usares como aulas para o teu futuro curso online, sugiro que faças como eu e subscrevas um dos planos da StreamYard. Clica neste link para subscreveres com o meu código de $10 de desconto.

Já sabes que só te recomendo as plataformas que adoro e que uso regulamente… e de todas as plataformas de vídeo que já experimentei esta é a única que me permite fazer tudo o que pretendo durante as gravações dos vídeos e por isso não me obriga a gastar tempo a fazer novas edições mais tarde.

A título de exemplo, aqui fica um vídeo que gravei com a plataforma StreamYard, de forma a perceberes como funciona e quais são as principais funcionalidades de que dispões em tempo real.

EMAIL 2

Boa tarde!

Peço desculpa pelo incómodo, estou interessado em subscrever o seu curso sobre como investir na bolsa.

Já analisei alguma informação acerca dos investimentos e como devemos atuar. Acho que a sua abordagem é a mais correcta. 

Uma questão: de momento não tenho muito dinheiro para investir. Como no seu portfólio só tem as ditas beldades, para obter uma participação nessas empresas é muito caro? Será melhor aguardar e investir mais tarde? 

Obrigado.

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Muito obrigado pelo feedback!

No meu portefólio e na lista de empresas em observação, tenho empresas cujas ações custam (atualmente) de $15 para cima.

Contudo, se tens pouco dinheiro para investir, ou para reforçar nos próximos tempos, o melhor que podes fazer é investir algum tempo a aprender toda a filosofia que está por trás dos investimentos a longo prazo. É necessário aprendermos a ser disciplinados e a excluirmos as emoções em relação ao dinheiro que investimos.

Como sabes, não sou consultor financeiro e por isso não te posso dar conselhos de investimento… mas posso sugerir-te que reserves tempo para ver todos os vídeos gratuitos que tenho no meu site e no meu canal Youtube.

Aos poucos, vai começar a germinar uma pequena “sementinha” no teu cérebro e vais aprendendo a desligar-te das notícias financeiras e de todo o tipo de tretas que levam as pessoas a vender excelentes empresas (quando estão com 50% de desconto) e a investir em “galdérias” (quando estão numa bolha prestes a rebentar).

Vai com calma, estuda, junta 3000€ ou 4000€ que possas “esquecer” durante (pelo menos) os próximos 5 anos e nessa altura talvez seja a altura ideal para te juntares ao meu curso online, ok?

Grande abraço.

EMAIL 3

Boa noite Pedro, 

antes de mais nada, devo um pedido de desculpas a ti e ao Francisco!

Fui um devorador do “Conversas Despreocupadas” e, admito, sempre adiei o envio de um comentário, de uma crítica, de uma avaliação.

Não por não o merecerem, (e raios, vocês mereciam-no tanto) apenas porque eu me sabotava e achava que nunca tinha a palavra certa, a palavra PERFEITA a dizer no momento e “deixava para depois”. Tanto falaram sobre o tema da perfeição e sobre como ela nos pode bloquear e cá está, sou uma prova disso! 

Admito que paraliso e procrastino apenas com a desculpa da perfeição, nisso identificava-me com o Francisco “antigo”. Mas, tal como ele, começo a descobrir como me “deixar me m*****” (como te ouvi tantas vezes dizer 😀) e este email é já um pequeno passo nesse sentido.

Convosco abri a minha mente a novas perspetivas:

– aprendi como me tornar mais consciente sobre aquilo que faço e como o faço

– tornei-me mais eficiente.

– Usei a vontade de ouvir o podcast como um gatilho para me motivar a ir mais vezes ao ginásio e, minuto atrás de minuto, km após km, puxada sobre puxada, lá me ia tratando fisicamente enquanto me instruía mentalmente.

Pena o ginásio não ter sauna!

Pelo meio, desenvolvi a vontade em melhorar a minha literacia financeira onde, tenho que admitir, estava completamente alheado dessa área da minha vida.

Daí a minha inscrição no teu curso. Fi-lo com absoluta certeza de que colherei frutos mas também o fiz como forma de gratidão.

Não me esqueço do Francisco, também lhe enviarei um email a agradecer por todo o conteúdo que partilhou.

Continuarei a seguir-vos! 

Por último, e não menos importante, o meu nome é […], tenho […] anos e sou de […]. Se um dia escolheres esta cidade fantástica como um dos teus destinos itinerantes para viver, terei todo o gosto de ta apresentar e de partilhar contigo um momento de conversa 😉 

Um grande abraço.

[…]

A MINHA RESPOSTA

[…],

Enviares este email foi um grande passo!

É verdade que se não tomarmos as rédeas da nossa vida, o tempo vai passando e estamos sempre a esconder-nos atrás das mesmas desculpas ridículas para justificar porque é que não conseguimos ir mais além.

Foi preciso acabarmos com o podcast “Conversas Despreocupadas” para sentires que nos deverias escrever e dizer o quanto nos amavas!? Eh eh eh… Como diz a Lúcia Julião num dos seus romances:

Nunca deixes nada por dizer!

Fiquei muito feliz por receber este teu email!

E não penses que te safas de me aturar… agora passas a ter episódios do podcast “A Ave Rara…”.

Todas as segundas-feiras estará disponível um novo episódio no meu site e em todas as plataformas de podcasts.

Grande abraço, bom estudo e bons investimentos! 😉

EMAIL 4

Boa tarde Pedro,

Antes de mais, parabéns pela empatia que transmites.

Gostava muito de ter uma opinião tua sobre dropshipping e eCommerce.

Tenciono criar novas fontes de rendimento e estou numa fase que tento encontrar as melhores soluções.

Grande abraço e continua…

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Muito obrigado pelo feedback e pelo apoio.

Sobre dropshipping, não posso falar porque não tenho qualquer experiência.

Em relação às lojas online, desde 2016 que tenho vindo a transformar ideias de negócio em lojas online! 😉

Aqui ficam exemplos das lojas que estou atualmente a gerir:

www.noctulastore.com

www.luciajuliao.com

A partir de 2018 comecei a desenvolver o meu site de forma a passar ao próximo nível: uma plataforma com conteúdos digitais (cursos online) que funcionam em modelo de subscrição “Tipo NetFlix”:

– www.silva-santos.com

O mais difícil não é ter a ideia ou criar a loja online… o mais difícil é que o “mundo” saiba que o teu projeto existe!

Para isso deverás investir muito tempo a produzir conteúdo gratuito que acrescente valor ao teu público-alvo e que faça com que esse público-alvo queria comprar os teus produtos, subscrever os teus conteúdos pagos, etc…

Tomo a liberdade de te sugerir as seguintes leituras, para te inspirar:

– Os meus livros “A Ave Rara…”

– O livro “Subscribed” que me inspirou a criar um modelo de subscrição.

Grande abraço e votos de muito sucesso! 😉

EMAIL 5

Olá,

Durante o ano passado consegui ter 10000€ em poupanças, mas más decisões fizeram com que não tivesse disciplina e auto controlo para tentar procurar informação e fazer ainda mais dinheiro…

Ao contrário disso, comecei a entrar numa espiral negativa (apostava em apostas desportivas e casinos e comecei a perder um pouco o controlo) e até aos dias de hoje consegui perder tudo, ou seja, estou a começar basicamente do zero…

Tenho […] anos e quero construir um futuro risonho, sustentável e sem preocupações… Quero ter liberdade financeira e liberdade no meu quotidiano para fazer o que quiser e conseguir proporcionar um bom futuro para mim e para a minha familia…

Vejo a forma como investes em empresas cotadas na Bolsa como algo sério e rentável a longo prazo, desde que tenhamos a estratégia e a disciplina para investir apenas em excelentes empresas.

Vou tentar amealhar as poupanças que conseguir, durante uns tempos, e vou continuar a ver todos os teus vídeos… e depois logo se vê!

Recentemente acabei de ler o livro “Segredos da mente milionária“, que também já mencionaste ser um bom livro… e fez-me ver que estava a fazer muitas coisas más no que diz respeito às poupanças e à forma como eu tratava o dinheiro no geral…

Espero começar uma nova fase da minha vida e começar a levar isto do dinheiro muito mais a sério.

Grande abraço.

A MINHA RESPOSTA

Olá […],

Tenho excelentes notícias… em breve vou fazer um webinário gratuito que certamente vais adorar.

Sugiro que vejas o vídeo de apresentação seguintes e registes o teu email no formulário que se encontra nesta página: www.silva-santos.com/webinario

Vou explicar a disciplina e todos os conceitos que estão na base dos meus investimentos na Bolsa… e vou estar a responder em direto às perguntas dos participantes.

Junta-te ao evento, convida uns amigos e prepara um balde de pipocas… porque vai ser brutal! 😉

Grande abraço e até breve.

Negócios, investimentos e um estilo de vida livre

Preenche o campo seguinte para receberes os meus emails semanais.

Área reservada para subscritores

Faça log in para aceder à sua conta.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador.

Negócios, investimentos e um estilo de vida livre

Preenche os dados seguintes para receberes os meus emails semanais.